Super Promoção Dieta do Mediterrâneo


TROMBOFLEBITE SUPERFICIAL

O que é?

Tromboflebite é uma doença bastante comum, e se caracteriza por uma trombose (sangue coagulado) dentro de veia superficial, com reação inflamatória da parede venosa e dos tecidos vizinhos.

Ocorre mais em mulheres do que em homens e em portadores de varizes de membros inferiores.

Como se desenvolve?

A tromboflebite pode ocorrer sem nenhuma causa aparente, mas na maioria das vezes se instala após agressão química, por injeções intravenosas, ou mecânica, por traumatismo de veia, principalmente veia varicosa (varicotromboflebite).

Veias varicosas também podem desenvolver tromboflebite após cirurgias e após parto.

Em alguns tipos de câncer, há uma alteração da coagulação sanguínea, e a tromboflebite pode ser o primeiro sinal da sua presença.

O quadro clínico dura de uma a três semanas. As complicações são raras, como trombose venosa e embolia pulmonar que podem acontecer se a tromboflebite superficial progredir para o sistema venoso profundo através de veias perfurantes ou das crossas das safenas. Estas complicações são muito graves.

O que se sente?

Dor de intensidade variável, geralmente localizada, mas que, em alguns casos, limita as atividades do paciente.

Pele avermelhada ou arroxeada com aumento de temperatura no local e endurecimento de trajeto venoso.

Edema (inchaço), na maioria das vezes, é somente local mas, às vezes, aparece de modo discreto na extremidade do membro atingido.

Como se faz o diagnóstico?

O diagnóstico é feito, basicamente, pelo exame físico e história do paciente. Geralmente, há história de injeção intravenosa ou de paciente portador de varizes de membros inferiores.

O Ecodoppler (ecografia que avalia o fluxo sanguíneo do vaso) confirma a ausência de fluxo nessa veia e auxilia no diagnóstico de trombose venosa profunda associada.

Pacientes que apresentam tromboflebite superficial devem ser investigados com exames laboratoriais específicos que avaliam a coagulação sanguínea, principalmente aqueles que apresentam tromboflebite superficial de repetição (dois ou mais episódios). Investigar também fatores hereditários para trombose venosa.

Como se trata?

O tratamento depende da extensão de veia afetada e da intensidade dos sintomas. Geralmente, utiliza-se tratamento clínico com analgésicos, antiaderente plaquetário, antiinflamatórios e calor local, com compressas úmidas mornas em tromboflebites localizadas, pouco extensas.

Anticoagulantes são usados somente em casos de tromboflebites superficiais extensas, com evolução para trombose venosa profunda e embolia pulmonar.

O tratamento cirúrgico, às vezes, se faz necessário para remoção de trajeto venoso ou do trombo (coágulo), em casos de dor importante e persistente e em tromboflebite de safenas, quando há risco de trombose venosa profunda.

Antibióticos não estão indicados, a não ser que se comprove realmente uma infecção como em tromboflebites supurativas, causadas por uso de cateter intravenoso.

Como se previne?

A prevenção é o tratamento mais adequado em pacientes portadores de varizes.





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Trombose Venosa Profunda  (TVP) é o desenvolvimento de um trombo (coágulo de sangue) dentro de um vaso sangüíneo venoso com conseqüente reação inflamatória do vaso, podendo, esse trombo, determinar obstrução venosa total ou parcial.

Câncer de Pâncreas e de Vias Biliares  O sintoma mais comum é uma dor abdominal vaga, de pequena ou média intensidade, localizada na região da "boca do estômago"

Varizes  Varizes, ou veias varicosas, são veias dilatadas, com volume aumentado, tornando-se tortuosas e alongadas com o decorrer do tempo.

Anticoncepção - Métodos Hormonais  É o método mais difundido e usado no mundo. As pílulas são consideradas um método reversível muito eficaz e o mais efetivo dos métodos reversíveis dentre as medidas medicamentosas.

Fístulas Arteriovenosas  Fístula arteriovenosa acontece quando o sangue de uma artéria passa para uma veia sem atravessar a rede capilar. No organismo humano, existem comunicações normais, fisiológicas entre artérias terminais e vênulas.

Vasculites - Noções Gerais  As vasculites compõem um grupo heterogêneo de doenças que têm em comum inflamação da parede do vaso sangüíneo. A inflamação ocorre devido ao depósito de anticorpos ou complexos-imunes.

Arterite Temporal  Trata-se de uma doença autoimune (do seu próprio organismo) de etiologia desconhecida, que cursa com cefaléia (em idosos principalmente); geralmente acomete a artéria temporal superficial (artéria que passa nas têmporas), embora esteja relacionada com outras artérias.

Cicatrização  Denomina-se cicatrização ao fenômeno pelo qual o organismo tende a reparar uma porção lesada.

Varicocele  A varicocele está presente em 15% da população geral (adultos e adolescentes) e em 35% dos homens com infertilidade.

Úlcera de Perna  A insuficiência venosa crônica é a principal causa do desenvolvimento de úlceras de perna.







Autor

Título: Tromboflebite Superficial

Link :
Data de Publicação : 03/06/2005 - Revisão : 01/09/2014 - Acesso : 20/09/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 430
Palavras-Chave : Tromboflebite Superficial - Angiologia e Cirurgia Vascular - Trombose , Varizes , Flebite , tromboflebite superficial , varicoflebite .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques