NOCTÚRIA

Sinônimo:

Urina noturna .

O que é?

A eliminação de volume normal de urina durante a noite chama-se noctúria.
Nictúria é a eliminação de volume aumentado durante a noite.
Enurese noturna é a perda involuntária de urina durante o sono, numa idade em que o controle urinário já deveria estar presente (5 anos).

O volume diário de urina varia entre 800 a 1500ml, dependendo do volume de líquidos ingeridos, da temperatura corporal e ambiental e do esforço físico.

O volume urinário normal depende, também, de fatores hormonais, neurológicos, hemodinâmicos, psicosociais e culturais.

Normalmente a produção de urina obedece a um ritmo. Durante o dia, o volume urinário é de 2/3 e o noturno de 1/3, por exemplo, 1000ml de dia e 500 de noite. Após os 60 anos de idade o volume de urina diurno e noturno se equivalem (1:1). Quando esta relação se altera para mais durante a noite, é o caso da nictúria.

Como surge a noctúria?

A noctúria, que é o volume urinário normal durante a noite, pode ocorrer por várias causas:
 

1. Na insuficiência cardíaca congestiva, síndrome nefrótica, cirrose e desnutrição severa, há edema generalizado e por isso grande quantidade de líquido disponível no organismo. Nesses casos, pode haver um volume urinário aumentado durante a noite. O repouso por várias razões fisiológicas, mobiliza mais líquidos para o setor circulante e para o rim, facilitando a sua tarefa de produzir mais urina durante a noite;
2. No diabete melito, as altas taxas de açúcar sangüíneo, torna o paciente um grande bebedor de água e um grande eliminador de urina de dia e de noite. Com isto, evita que a concentração de açúcar no sangue (glicemia) se eleve demais.
3. No diabete insípido (sem açúcar), pela falta de um hormônio da hipófise - o hormônio antidiurético - o rim torna-se incapaz de concentrar a urina, obrigando-o a excretar grandes volumes de urina muito diluída. O volume urinário pode atingir até 10 litros/dia, durante o dia e a noite.
4. No diabete nefrogênico (sem açúcar), o rim se torna incapaz de concentrar a urina e por isso elimina grandes volumes de urina diluída. Nesta doença congênita, apesar de existir o hormônio antidiurético da hipófise, o rim é resistente ao seu efeito. A perda de urina é grande, mas diferente do diabete melito porque não tem açúcar.
5. No uso de diuréticos, antes de deitar, eles agem durante a noite, provocando uma maior diurese noturna.
6. No edema de várias causas, a água vai se acumulando no corpo durante o dia, principalmente nos membros inferiores, e mais nas pessoas que ficam muito tempo em pé e nos portadores de varizes. O líquido acumulado entra na circulação durante o repouso noturno e oferece mais líquidos para o rim eliminar.
7. Na insuficiência renal crônica, há produção de urina sempre clara, da mesma cor e com volume aumentado durante a noite. Essa informação é muito importante e corresponde à incapacidade do rim de concentrar a urina. Esse tipo de queixa é constante nos pacientes com insuficiência renal crônica e o médico só tem que comprová-la com os exames especiais para ver a capacidade funcional do rim (uréia e creatinina). O rim normal varia a cor da urina, conforme a necessidade de concentrá-la ou diluí-la.

Como se trata?

Cada uma das causas tem o seu tratamento específico e requer o diagnóstico e o acompanhamento médico.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

Por que urino na cama?

Existe cura para isso?

O que devo fazer para diminuir as micções noturnas?

Beber mais líquidos à noite influi?





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

DIABETES  Doença provocada pela deficiência de produção e/ou de ação da insulina, que leva a sintomas agudos e a complicações crônicas características.

DOENÇA RENAL CRÔNICA  Consiste em lesão renal e geralmente perda progressiva e irreversível da função dos rins

SÍNDROME NEFRÓTICA  Síndrome nefrótica não é uma doença, mas um conjunto de sinais e sintomas. Ocorre nos pacientes que têm uma proteinúria (proteína na urina) maciça.

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA  O coração é um músculo formado por duas metades, a direita e a esquerda. Quando uma dessas cavidades falha como bomba, não sendo capaz de enviar adiante todo o sangue que recebe, falamos que há insuficiência cardíaca.

INSUFICIÊNCIA RENAL  É um diagnóstico que expressa uma perda maior ou menor da função renal. Qualquer desvio funcional, de qualquer uma das funções renais, caracteriza um estado de insuficiência renal.

INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA  É o resultado das lesões renais irreversíveis e progressivas provocadas por doenças que tornam o rim incapaz de realizar as suas funções

INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO FEMININO  Estima-se que 25 a 30 % das mulheres adultas terão pelo menos um episódio de infecção urinária durante a sua vida.

INCONTINÊNCIA URINÁRIA FEMININA  A incidência de incontinência urinária na mulher aumenta com a idade, atingindo 25% após a menopausa.

INFECÇÃO URINÁRIA (Nefrologia)  A infecção do trato urinário (IU) constitui uma das principais causas de consulta na prática médica, só perdendo para as infecções respiratórias.

INFECÇÃO URINÁRIA (Urologia)  É a infecção bacteriana mais comum no ser humano sendo só ultrapassada pela gripe de origem viral. Trata-se da presença de bactérias na urina. Essas bactérias multiplicam-se com o passar do tempo, enquanto um tratamento adequado não é instituído.

Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement






Autor

Título: NOCTÚRIA

Link :
Data de Publicação :01/11/2001 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 19/04/2014
Palavras-Chave : NOCTÚRIA - Nefrologia - Urina Noturna , Enurese , Nictúria , Urinar Durante a Noite , Enurético, Enuresia, Urinado, Emissão Involuntária de Urina .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias



Destaques