ACNE

Acne

Sinônimos e nomes populares.

Espinhas, cravos, acne vulgar, comedão.

O que é?

Acne vulgar ou juvenil é uma das dermatoses (doenças da pele) de maior predominância, afeta cerca de 80% dos adolescentes, mas pode persistir ou iniciar-se em idade adulta. É uma piodermite que atinge o complexo pilo-sebáceo (pêlo e glândula sebácea). Os quadros mais graves acometem o sexo masculino. Como regra, manifesta-se com intensidades moderada e discreta. Em algumas situações, a manifestação clínica é de tal intensidade que chega a repercutir estética e socialmente, acarretando sérios prejuízos psicossociais, promovendo isolamento e baixa auto-estima.

Como se desenvolve?

Existe uma predisposição genética que sofre grandes modificações por fatores hormonais raciais, ambientais, emocionais e bacterianos aumentando ou atenuando as manifestações clínicas.

Fatores da evolução:

Hipercornificação ductal.

Devido a uma predisposição genética, ocorre um espessamento (hiperqueratinização) no folículo pilo-sebáceo que, associada ao sebo, forma uma massa no interior folículo. Isto gera o comedão (cravo), que pode ser aberto (cravo preto) ou fechado (cravo branco).

Aumento da atividade seborrêica (produção de sebo).

Aumento este secundário ao aumento dos hormônios androgênicos.

Micro-organismos mais envolvidos:

Propionybacterium acnes (P. acnes) e Staphylococcus epidermides

Inflamação

As bactérias atuam sobre o sebo iniciando a inflamação da pele, e formando lesões avermelhadas, doloridas e com pus.

O que se sente?

As manifestações são muito variadas podendo aparecer como:
 

Comedões (cravos);
Pápulas (constituídas de lesões arredondadas, endurecidas, eritematosas, mais altas);
Pústulas, (quando se nota o pus);
Nódulos (lesões profundas e duras) e abscessos.

As zonas mais comprometimentos incluem: testa, nariz, peito e costas. As lesões mais inflamadas podem doer ou coçar. No rompimento, podem drenar secreção purulenta.

Como se apresenta?

A acne pode se apresentar como acne não-inflamatória, com somente comedões e acne inflamatória.

Os graus da acne?
 

Grau I - Acne Comedônica.

Presença predominante de comedões. Algumas pápulas e raras pústulas não alteram o grau.

Grau II - Acne Pápulo-Pustulosa.

Presença de comedões, pápulas eritematosas (avermelhadas) e pústulas.

Grau III - Acne Nódulo-Cística.

Presença de comedões, pápulas, pústulas e cistos. Pela ruptura da parede do folículo formam-se cistos.

Grau IV - Acne Conglobata

Forma mais grave do que o grau anterior. Os cistos, ao drenar, formam fístulas. ("túneis" de drenagem).

Grau V - Acne Fulminans.

Surge repentinamente acompanhado de sintomas sistêmicos (febre, leucocitose, artralgia, ...).


A conduta terapêutica é orientada pelo o grau de comprometimento.

Como se previne?

A influência da acne no comportamento da pessoa atingida é muito marcante. Procurar tratamento desde o aparecimento dos sintomas pode ser decisivo para a prevenção de cicatrizes e para melhor controle do quadro. Apoio psicológico auxilia o paciente a entender os fatos e facilitar a adesão ao tratamento.

Como se faz o diagnóstico?

O diagnóstico é clínico - a consulta médica, normalmente, é suficiente. Casos mais complexos requerem a opinião de especialista

Prognóstico.

O tratamento precoce ajuda a prevenir cicatrizes que, em muitas situações, podem ser mais preocupantes do que a própria acne.





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

ROSÁCEA  É uma doença vascular inflamatória crônica, caracteriza-se por eritema, telangiectasias (vasos finos avermelhados), edema e pápulas, que podem ser acompanhados por pústulas e nódulos.

CISTO SEBÁCEO  Esta lesão desenvolve-se a partir do acúmulo de conteúdo cístico na glândulas sebáceas, adjacentes ao folículo piloso, que pode ser localizado tanto na epiderme quanto na derme.

TRANSTORNOS MENTAIS NA ADOLESCÊNCIA  A Adolescência é um período de intensas atividades e transformações na vida mental do indivíduo, o que, por si só, leva a diversas manifestações de comportamento que podem ser interpretadas por leigos como sendo doença.

SEXO NA ADOLESCÊNCIA  A Adolescência, período de vida compreendido entre 10 e 20 anos, é uma fase bastante conturbada. Ocorrem transformações físicas e emocionais importantes, preparando a criança para assumir um novo papel perante a família e a sociedade

SÍNDROME DE CUSHING  Conjunto de sinais e sintomas do excesso da cortisona (um dos hormônios produzidos pela glândula supra-renal). Esse excesso hormonal pode ser provocado por hormônios sintéticos (exógenos) ou por doenças envolvendo a glândula supra-renal e a hipófise.

FOTOPROTEÇÃO  Os filtros solares são substâncias destinadas a proteger a pele do sol (das radiações ultravioletas A e B). A curto prazo, eles protegem a pele de queimaduras e alergias solares e, a longo prazo, de envelhecimento e câncer de pele.

LIPOMA  Lipoma é um tumor benigno de tecido mole, mais especificamente de gordura mais, comum no adulto. Seu crescimento ocorre, frequentemente, de forma progressiva, agregando à pessoa acometida grande incômodo estético e físico.

OVÁRIOS POLICÍSTICOS  Pacientes com síndrome dos ovários policísticos têm, de modo característico, ciclos menstruais irregulares (amenorréia ou oligomenorréia).

PROLACTINOMAS  São tumores benignos da glândula hipófise que provocam sintomas hormonais de modo predominante, decorrentes da elevação do hormônio Prolactina.

TPM - TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL  É um conjunto de sintomas físicos e comportamentais que ocorrem na segunda metade do ciclo menstrual podendo ser tão severos que interfiram significativamente na vida da mulher.

Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement






Autor

  • Equipe ABC da Saúde
  •  
  • -
  • -
  • -
  • -
Outros artigos do autor

Título: ACNE

Link :
Data de Publicação :01/11/2001 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 23/04/2014
Palavras-Chave : ACNE - Dermatologia - Espinhas , Acne Vulgar , Cravos , Espinhas no Rosto





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques