LEUCEMIA

Sinônimos:

Câncer no sangue

O que é?

Leucemia é o câncer das células brancas do sangue, os leucócitos. Esta doença começa na medula óssea (parte interna dos grande ossos, a "fábrica do sangue") e se espalha para outras partes do corpo. Há vários sub-tipos de leucócitos e, por isso, há diferentes tipos de leucemia. Normalmente, se divide nos dois principais grupos de células brancas: as leucemias linfocíticas ou leucemias mielóides. Além disso, pode se apresentar de duas formas, a forma aguda ou a forma crônica, dependendo da velocidade com que aparecem os sintomas e como ela evolui. Na forma aguda, as células são imaturas e não funcionam como deveriam, além de se reproduzirem muito rápido. Na forma crônica, as células são mais maduras e podem manter algumas das suas funções normais. O número de células malignas, neste último caso, aumenta vagarosamente. Este tipo de câncer é o câncer mais comum nas crianças, mas pode acometer adultos e velhos, também. Nos jovens, a forma mais comum é a leucemia linfocítica aguda, e nos adultos, a leucemia mielóide aguda seguida da leucemia linfocítica crônica.

O que se pode sentir?

Os sintomas da leucemia estão relacionados à piora do estado geral, porque o câncer é uma doença que compromete o corpo como um todo. Além disso, pode-se desenvolver sintomas relacionados à diminuição da atividade das células da medula óssea
 

Sintomas gerais:
 

Perda de apetite
Perda de peso não planejada ou sem fazer dieta
Aumento dos gânglios (ínguas), fígado e baço
Sensação de gripe que dura muitos dias
Dor nas articulações (juntas) e ossos

 

Sintomas relacionados à diminuição da atividade das células brancas (leucócitos), responsáveis pelo combate à infecções:
 

Febre e calafrio
Infecções de repetição, principalmente "infecções oportunistas", como candidíase oral e do esôfago ("sapinho") ou pneumonia atípica

 

Sintomas relacionados à diminuição da atividade das plaquetas, responsáveis pelo controle da coagulação:
 

Sangramento e hematomas frequentes sem um trauma claro ou proporcional
Sangramento das gengivas
Petéquias, pequenas manchas vermelhas em baixo da pele

 

Sintomas relacionados à diminuição da atividade das células vermelhas (hemáceas):
 

Anemia
Fraqueza

 

Como esta doença é diagnosticada?

A pessoas que suspeitam que podem ter alguma alteração do sangue, principalmente, se suspeitam que podem estar com algum tipo de leucemia, devem procurar um médico. Este fará uma história e um exame físico completo para procurar algum sintoma ou alteração que confirme a suspeita de leucemia. Além disso, um exame de sangue e alguns exames de imagem, como raio X e tomografia computadorizada, devem ser realizados para completar a avaliação da doença, o diagnóstico diferencial e a extensão do problema. Porém, somente uma biópsia da medula óssea e/ou uma biópsia de um gânglio é que dará o diagnóstico definitivo. Para alguns casos, poderá ser necessário, também, uma punção do líquor - líquido presente na medula espinhal (diferente da medula óssea).

Qual é o tratamento para leucemia?

A maioria das leucemias, independente do tipo e evolução, necessita de quimioterapia (medicamentos que destroem as células malignas). Estes medicamentos podem ser dados na veia e, neste caso, é necessário que o paciente seja atendido num centro médico especializado em câncer e/ou leucemia, ou por via oral, quando o paciente recebe o medicamento, mas o toma em casa.

A quimioterapia pode ser dada sozinha ou, ainda, em combinação com outros tipos de tratamento, como: transplante de medula óssea, radioterapia, imunoterapia com interferon ou cirurgia. A decisão de qual é o tratamento mais adequado é baseada no tipo de leucemia, na idade e nas condições clínicas do paciente, além das características genéticas da linhagem de célula do sangue que está alterada.

Como se previne esta doença?

Muito pouco se sabe sobre como reduzir o risco de desenvolver leucemia, principalmente em crianças. Porém, vários fatores podem aumentar este risco, devendo ser evitados. No caso de não se poder evitá-los, como no caso de uma doença prévia, deve-se ficar atento a possíveis sintomas relacionados à leucemia, e procurar um médico experiente sempre que se tenha alguma dúvida.

Fatores de risco associados às Leucemias:
 

Cigarro e outras formas de consumo de tabaco
Produtos químicos como benzeno
Radioterapia e quimioterapia prévias para outros tumores
Terapias de imunossupressão como as utilizadas após um transplante
História familiar de leucemia (principalmente para as crianças)
Síndrome de Down.

Perguntas ao seu médico:

Leucemia pode se transmitir pelo contato físico ou pelo sangue?

Quais as chances de cura de leucemia em crianças e em adulto?

A quimioterapia fará eu perder o cabelo?

E se a doença voltar, existem outros tratamentos para fazer depois?





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Linfomas - Hodgkin / Não-Hodgkin  Os linfomas são um grupo de doenças que se originam nas células do sistema linfático Este sistema é constituído de órgãos e tecidos que produzem,armazenam e distribuem os glóbulos brancos do sangue que combatem a infecção e outras doenças

Câncer - Detecção Precoce  A detecção precoce significa fazer o diagnóstico do câncer no seu estágio pré-sintomático, ou seja, antes que a pessoa manifeste algum sintoma relacionado com a doença ou apresente alguma alteração ao exame físico realizado por um profissional da área da saúde.

Câncer - Prevenção  Prevenção em câncer é reduzir a possibilidade do aparecimento de qualquer tipo de câncer.

Câncer de Pulmão - Prevenção  Evitar que as pessoas iniciem a prática de fumar e ajudar os fumantes a parar de fumar é a mais importante ação preventiva a ser desenvolvida.

Câncer de Pele - Prevenção  O câncer de pele é o mais comum de todos os tipos de câncer. Existem basicamente dois tipos de câncer de pele

Câncer de Mama  Ocorre quando as células deste órgão passam a se dividir e se reproduzir muito rápido e de forma desordenada

Câncer de Próstata - Prevenção  A próstata é uma glândula masculina que se localiza entre a bexiga e o reto. Essa glândula participa da produção do sêmen, líquido que carrega os espermatozóides produzidos no testículo. Ela envolve a uretra e seu tamanho normal é de uma azeitona. A próstata, como todo o aparelho sexual masculino, tem o seu funcionamento regulado pelos níveis de testosterona circulantes, o hormônio masculino.

Câncer de Cólon e Reto  São tumores malignos, cânceres freqüentes do aparelho digestivo (intestino grosso). Muitas vezes se desenvolvem sem sintomas que possam alertar os pacientes para um tratamento precoce; mas, assim mesmo, são cânceres que uma vez detectados podem apresentar um bom índice de cura.

Câncer de Colo do Útero  É o câncer mais comum entre as mulheres no Brasil, correspondendo a, aproximadamente, 24% de todos os cânceres

Câncer de Endométrio  É o câncer de corpo uterino mais freqüente, de incidência crescente nas últimas duas décadas. Ocupa o 4º lugar das neoplasias malignas da população feminina sendo o 2º tumor pélvico mais freqüente entre as brasileiras.

Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement








Autor

Título: Leucemia

Link :
Data de Publicação : 15/05/2008 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 23/07/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 680
Palavras-Chave : Leucemia - Cancerologia - câncer das células brancas do sangue, leucócitos , medula óssea , linfocíticas , mielóides , células malignas , Perda de apetite , Perda de peso , Sensação de gripe , Dor nas articulações , Sangramento , Petéquias , biópsia da medula óssea , Fatores de risco .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques