CISTO SEBÁCEO Cisto Sebáceo - Foto (cc) Marky Bon - http://www.flickr.com/photos/markybon/66627603/in/photostream/

Sinônimos e Nomes Populares:

Cisto sebáceo, cisto epidérmico, cisto queratinoso

O que é?

O cisto sebáceo, também denominado cisto epidérmico é um acúmulo de sebum (um material branco, semi-sólido e de odor forte, por vezes fétido), localizado no tecido celular subcutâneo (abaixo da superfície da pele).

Como se adquire e se desenvolve?

Esta lesão desenvolve-se a partir do acúmulo de conteúdo cístico na glândulas  sebáceas, adjacentes ao folículo piloso, que pode ser localizado tanto na epiderme quanto na derme. Este acúmulo acontece geralmente pela oclusão espontânea do folículo ou por trauma.

O que se sente?

Ao exame clínico, encontram-se lesões assintomáticas móveis, indolores, podendo ter consistência mole ou endurecida. Quando localizados em extremidades ósseas do tronco ou couro cabeludo, podem causar incômodo nas atividades cotidianas. Eles podem variar de tamanho, desde pequenos cistos até lesões maiores, com vários centímetros, podendo também ser múltiplos. As regiões corporais mais afetadas são cabeça, pescoço e tronco (tórax a abdome).  

Geralmente, se quando observa a lesão, encontra-se um ponto central, podendo estar escurecido, correspondendo a abertura do folículo piloso. Em sua evolução, pode haver inflamação e infecção, ocasionando dor, calor local e a pele avermelhada.

Como o profissional de saude faz o diagnostico?

O diagnóstico é realizado através de exame clínico. Após sua retirada, o mesmo é enviado para a análise anátomo-patológica para confirmação diagnóstica e avaliação de margens cirúrgicas, buscando a ressecção completa da lesão.

Como se trata?

O tratamento do cisto sebáceo se guia pelos sintomas apresentados. Quando assintomático, pode-se apenas observar. No entanto, se houver crescimento, com dor local e com infecção, deve ser avaliado por um profissional da área da saúde.

Em seu tratamento pode ser necessário o uso de antibiótico oral e a retirada cirúrgica da lesão. Vale lembrar que esta lesão, geralmente, não é cancerosa, mas deve sempre ser analisada após a sua retirada. Também, não se deve espremer os cistos, pois a ruptura ocasiona infiltração do conteúdo na pele adjacente, ocasionando uma reação inflamatória intensa.

Perguntas que você pode fazer ao seu profissional de saúde

Como evolui o cisto sebáceo?

Qual o tratamento realizado?

Qual o risco de se transformar em um câncer?





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Acne  Acne vulgar ou juvenil é uma das dermatoses (doenças da pele) de maior predominância, afeta cerca de 80% dos adolescentes, mas pode persistir ou iniciar-se em idade adulta.

Caspa (Seborreia)  É uma doença que acomete 2 a 5% da população, sendo mais freqüente no sexo masculino, com início gradual das lesões.

Dermatite Atópica  É uma doença crônica que causa inflamação da pele, levando ao aparecimento de lesões e coceira. Cerca de 30% dos indivíduos com dermatite atópica têm asma ou rinite alérgica e 15% têm surtos de urticária.

Estrias  As estrias ocorrem por hiper extensibilidade da pele devido ao aumento de peso, por exercícios físicos, aumento da massa muscular, gravidez, medicamentos, alterações hormonais. .

Micoses Superficiais  Micoses superficiais são doenças provocadas por fungos, os quais são limitados à pele, aos pêlos, as unhas e às mucosas.

Onicomicoses  Ocorre em cerca de 20% da população adulta entre 40 e 60 anos. É mais comum em mulheres pela maior exposição, por uso de sapatos abertos e contaminação por manicures e pedicures

Verrugas  É um tumor benigno causado por vírus (HPV) Pappilomavirus humano, vírus este que pode causar também tumores malignos no colo do útero ou no pênis, segundo o sorotipo

Vitiligo  É uma doença caracterizada pela despigmentação da pele, formando manchas acrômicas de bordas bem delimitadas e crescimento centrífugo.

Psoríase  A psoríase é uma doença inflamatória da pele, benigna, crônica, relacionada à transmissão genética e que necessita de fatores desencadeantes para o seu aparecimento ou piora (principalmente no inverno).

Herpes Simples  A transmissão do vírus se faz preferentemente por contato direto pessoa – pessoa, mesmo que não haja lesão ativa.







Autor

Título: Cisto Sebáceo

Link : | Data de Publicação : 15/02/2011 - Revisão : 15/02/2011 - Acesso : 31/10/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 790 | Palavras-Chave : Cisto Sebáceo - Cirurgia Geral - cisto epidérmico , cisto queratinoso , glândulas sebáceas , glândula sebácea , folículo piloso , sebum , inflamação , quisto sebáceo .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques