HERPES ZOSTER

Sinônimo/nome popular:

Cobreiro.

O que é?

É uma doença decorrente da reativação do vírus da varicela (vírus varicela-zoster) em latência, que afeta adultos e pacientes com a imunidade comprometida.

Como se desenvolve ou se adquire?

Causas diversas podem ocasionar uma reativação do vírus, causando a erupção do herpes zoster.

Não existem evidências de que uma pessoa possa desenvolver herpes zoster como resultado do contato com paciente com varicela ou herpes zoster. Mas o contato direto com as lesões cutâneas pode resultar na transmissão de varicela a uma pessoa suscetível.

Em geral, não há recorrência do quadro de herpes zoster; apenas 5% dos pacientes podem ter recorrência, usualmente no mesmo local.

Qualquer pessoa que tenha tido varicela é suscetível de ter herpes. Em geral são adultos com mais de 50 anos e a incidência aumenta com a idade avançada. Também é mais comum em pessoas com doenças que alterem sua imunidade, como já descrito.

O que se sente?

Antecedendo as lesões de pele, os pacientes referem muitas vezes mal-estar, dor de cabeça, febre, dores nevrálgicas (nos nervos), perda de sensibilidade, ardência e coceira locais. A lesão típica é uma vesícula (bolha pequena) sobre uma base avermelhada na pele, em geral em grupos coalescentes.

Surgem de modo gradual, levando 2 a 4 dias para se estabelecerem. Quando não ocorre infecção secundária por bactérias, as vesículas "secam" formando crostas e o quadro evolui para a cura em 2 a 4 semanas. As regiões mais comprometidas são a torácica, cervical (pescoço), trigêmeo (face), e lombo-sacra (cintura para baixo).

Em pacientes com imunidade alterada podem surgir em localização atípica e se disseminar.

A erupção é unilateral, raramente ultrapassando a linha média, seguindo o trajeto de um nervo.

A dor é bastante intensa, não é rara durante a erupção de pele, embora geralmente diminua nos pacientes com menos de 50 anos e à medida que a doença melhora.

Em pacientes com mais de 50 anos, a dor pode persistir depois de curadas as lesões de pele - é a chamada nevralgia pós-herpética. A nevralgia pode ser uma seqüela a longo prazo, ocorrendo em 10 a 15% dos pacientes, aumentando com a idade. Na maioria das vezes se resolve espontaneamente dentro dos primeiros 12 meses, mas pode persistir por anos. A dor é com freqüência intensa e debilitante. Pode se manifestar com combinações de coceira, ardência com perda de sensibilidade local e dores intensas súbitas e agudas. Um leve toque no local pode induzir a um desconforto acentuado.

Como se faz o diagnóstico?

O aspecto das lesões é típico, em geral, para o diagnóstico de herpes zoster.

Existe um exame de coleta do material da base da vesícula (bolha pequena) que é inespecífico, sendo os mesmos achados para a varicela, herpes simples e zoster.

Como se trata?

As medidas sintomáticas auxiliam e são muito eficientes, principalmente, no alívio da dor.

A terapia antiviral, em infecções não complicadas, acelera a cicatrização, reduzindo o número e dias de desenvolvimento de lesões novas e aliviando a dor do zoster. A terapia antiviral é útil se iniciada dentro das primeiras 72 horas depois do início das lesões de pele e pode ser de muita importância nos pacientes com mais de 50 anos ou imunocomprometidos.

Como se previne?

Estudos recentes e amplos têm demonstrado a utilidade da vacina contra Varicela na redução das complicações do herpes zoster e da neuralgia posherpética, principalmente em pessoas de idade avançada (maiores de 60 anos).A vacina contra varicela é recomendada de rotina na infância. Ela também pode ser recomendada para adultos que nunca tenham contraído Varicela.





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Varicela (Catapora)  A varicela (catapora) é uma doença infecciosa, altamente contagiosa, causada por um vírus chamado Varicela-Zoster. Esse vírus pode causar vários tipos de infecções: primária (quadro clínico de catapora bem estabelecido), latente (sem manifestação clínica) e reativação.

Herpes Simples  A transmissão do vírus se faz preferentemente por contato direto pessoa – pessoa, mesmo que não haja lesão ativa.

Febre  É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitas como indicadores de febre as temperaturas: retal acima de 38º C e Axilar ou oral acima de 37,5º C.

Vasculites - Noções Gerais  As vasculites compõem um grupo heterogêneo de doenças que têm em comum inflamação da parede do vaso sangüíneo. A inflamação ocorre devido ao depósito de anticorpos ou complexos-imunes.

Exantema Súbito  É uma doença infectocontagiosa que causa febre, de evolução benigna e que afeta crianças de seis a 36 meses.

Ínguas no Pescoço  Seja durante uma inflamação na garganta, seja acompanhando uma gripe forte, estas "ínguas" são problemas comuns nos consultórios médicos.

Clamídia, Gonorreia, Tricomoníase e Herpes - DST na Mulher  Os sintomas mais comuns são a secreção esverdeada ou acinzentada, fluída, abundante, espumante e com mau cheiro.

Tumores Cerebrais  São todas as lesões ou massas expansivas dentro do crânio que surgem devido a multiplicação desordenada de células normais ou anormais

Laser na Odontologia  A laserterapia é bastante eficaz no tratamento da hipersensibilidade dental que está associada a uma dor aguda, súbita e de curta duração

Obstrução Intestinal no Adulto  Obstrução intestinal é uma interrupção parcial ou total da passagem do bolo alimentar pela luz do intestino.

Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement








Autor

  • Equipe ABC da Saúde
  • -
  • -
  • -
  • -
Outros artigos do autor

Título: Herpes Zoster

Link :
Data de Publicação : 01/11/2001 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 24/07/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 235
Palavras-Chave : Herpes Zoster - Dermatologia - Cobreiro , vírus da varicela , varicela-zoster , imunidade , lesões cutâneas , recorrência , mal-estar, dor de cabeça, febre, dores nevrálgicas, nervos , perda de sensibilidade, ardência e coceira locais , terapia antiviral , neuralgia posherpética .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques