EXPANSÃO DAS ARCADAS DENTÁRIAS

O que é a expansão das arcadas dentárias?

Expandir as arcadas dentárias é aumentá-las em sua largura e/ou em seu comprimento, o que aumenta o tamanho do arco dentário.

A expansão na largura é a expansão transversal, que alarga as arcadas dentárias, levando os segmentos laterais da arcada para os lados.

A expansão no comprimento da arcada (expansão óstero-anterior) é levar os dentes posteriores para trás, (distalamento) e/ou levar os incisivos para frente (protrusão incisal).


Distalamento, em que os dentes são levados para distal, para trás.




Protrusão, em que os incisivos são levados para frente.


Expansão transversal, em que os dentes são levados para os lados. A expansão das arcadas dentárias deve ser limitada as bases ósseas em que os dentes estão implantados


Ao aumentar o tamanho das arcadas dentárias a expansão cria espaço para alinhar dentes?

Sim!!! A expansão cria espaço para corrigir dentes apinhados. Porém somente pequenas expansões estão indicadas com o fim específico de conseguir espaço. A reciproca é mais verdadeira, quando as expansões estão indicadas por condições fisiológicas e estéticas, então sim serão favoráveis para corrigir apinhamentos. Deve ficar claro que expansões devem ser feitas quando há indicações funcionais e não especificamente para conseguir espaço. A expansão não é uma panacéia para conseguir espaço sem extrações.

Quando são feitas as expansões das arcadas dentárias?

Como foi dito as expansões são procedimentos usados na ortodontia e ortopedia, com indicações na fisiologia da oclusão e na estética facial. Deverá ser decidido por profissional competente, em acordo com as as peculiaridades de cada caso.

Quais as razões fisiológicas para realizar expansões das arcadas dentárias?

O ato de expandir uma arcada dentária está intimamente ligado a outra arcada. Isto é as arcadas dentárias, superior e inferior devem estar hamônicas. Ao ocluirem, os dentes da arcada superior devem cobrir os dentes da arcada inferior, isto é uma imposição fisiológica que deve ser respeitada e buscada quanto não se tem.




Nos casos de má oclusão, quando dentes superiores ficam por dentro dos inferiores - a arcada superior deve ser expandida. Na necessidade de expansão transversal das arcadas dentárias estás podem ser alargadas pela expansão de suas bases ósseas ou pela expansão dos dentes com rotação vestibular.


Expansão da arcada dentária superior com alargamento das base óssea, seja pela expansão lenta ou rápida (disjunção) ou pela cirurgia.


Expansão da arcada dentária superior pela rotação vestibular dos segmentos laterais.


Quando são os dentes inferiores ficam exageradamente por dentro dos superiores e é a arcada dentária inferior que necessita ser expandida então esta expansão fica limitada as suas bases ósseas.

No caso em que os segmentos laterais da arcada inferior estão inclinados para lingual, a expansão dos dentes se faz por rotação para vestibular.



A rotação para vestibular dos segmentos laterais da arcada inferior, além de limitadas as suas bases ósseas, ainda encontram imposições fisiológicas da harmonia crânio facial. Os longos eixos dos dentes devem convergir para um ponto próximo a Glabela (Curva de Monson). Estes longos eixos devem ser convergentes e não podem ser divergentes.



Como são os limites da expansão?

Tanto a expansão transversal como os distalamentos e protrusões incisais estão limitadas às bases ósseas. Não se pode alargar uma arcada dentária além dos limites de suas bases ósseos. Expandir além dos limites das bases ósseas fará com que os dentes fiquem fora dos ossos onde devem estar localizados.

Que fazer quando há necessidade fisiológica de expansão das arcadas dentárias além das bases ósseas?

Nestes casos está indica a expansão das bases ósseas. No caso da maxila a base óssea pode ser expandida, com aparelhos expansores, em idade anterior ao fechamento da sutura palatina. Ou com cirurgia ortognata no caso de adultos. Na arcada dentária inferior, expande-se somente quando os dentes estão inclinados para lingual. A expansão das bases ósseas da mandíbula só é possível com a cirurgia ou a distração óssea.

O alargamento transversal das arcadas dentárias pode comprometer a estética facial?

Sim!!! As arcadas dentárias e as bases ósseas só podem ser expandidas, transversalmente, dentro de limites de proporção com o biótipo facial do indivíduo. Aquelas pessoas que tem um rosto estreito e longo, devem ter arcadas dentárias estreitas. Expandir além dos limites do biótipo facial cria desarmonia entre a face e os dentes.

E a expansão das arcadas protruindo incisivos, pode comprometer a fisiologia e a estética facial?

Levar os incisivos para frente pode ser uma solução para ganhar espaço. Porém, mais do que nunca as peculiaridades de cada caso devem ser bem avaliadas por um profissional qualificado. Ao protruir os incisivos, levam-se, da mesma forma, os lábios para frente. Deve-se avaliar se isto é favorável para o paciente, tanto no aspecto estético como funcional. Se o paciente tem um bom feche labial (os lábios fecham naturalmente, sem contração muscular), ele não pode perder este bom feche labial.

Protruir os incisivos, além do compromisso com as bases ósseas que deve ser respeitado, há o fator da estética facial e pode comprometer o bom feche labial.



Da mesma forma retruir os incisivos pode comprometer a estética facial, tornando o perfil retrusivo. Regra geral, caso como este, tornam-se ainda mais anti estético com o passar dos anos. Biretrusões aos 20 anos, tornam-se severas biretrusões aos 40 anos.

Como é mesmo este compromisso com a estética facial e o bom feche labial?

Lábios biprotruíos no perfil facial, são típicos do grupo racial negro, os quais além de terem os incisivos biprotrusos ainda têm lábios grossos. Segundo os padrões estéticos do grupo racial caucasiano os lábios devem ser discretamente biprotrusos.

O bom feche labial é um dos principais objetivos do tratamento ortodôntico. Quando o paciente tem um bom feche labial, isto é os lábios se fecham sem contração muscular, ocorre a respiração normal pelo nariz. Se os dentes estão protrusos (mais para frente rompendo o feche labial) o paciente não pode fechar a boca com naturalidade, tem de contrair os músculos de fechamento da boca, então quando está em repouso ou no sono, ele fica de boca aberta e respira por ai. Nestes casos há necessidade fisiológica de levar os incisivos para trás, não para frente e se falta espaço provavelmente serão necessárias extrações.

O bom feche labial deve ser conseguido mesmo que para isto sejam necessárias 4 extrações. Neste caso o tratamento pode ser feito com expansão para trás, distalamentos e extração dos sisos ou extração de prémolares.

Nos distalamento é necessário extrair os sisos?

Levar os molares para trás,distalamento, é uma excelente alternativa, desde que ai não estejam os sisos.... Se eles estiverem presentes, terão de ser extraídos... E então o caso será com extrações... E será necessário uma avaliação criteriosa para determinar qual a melhor conveniência, para o paciente, extrair os terceiros molares (sisos), prémolares ou outros dentes. É necessário esclarecer que siso não é um dente desprezível. Algumas vezes é um excelente dente.

A expansão da maxila que pode ser por expansão lenta ou rápida (disjunção), ainda pode ser cirúrgica. Dependendo da idade do paciente e da expansão necessária, estará indicada o tipo de expansão mais apropriado. Em adultos, quando há necessidade de grandes expansões a indicação é a cirurgia ortognata.







Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Problemas na Mandíbula  O ato de mastigar é mais complexo do que nos parece! Vários grupos musculares, ligamentos, articulações, ossos e as arcadas dentárias são responsáveis pela coordenada e harmônica abertura e fechamento da mandíbula.

Dentes Tortos, Correção Com e Sem Extrações  Em alguns casos, para que se consigam os melhores resultados, tanto estéticos quanto funcionais, é necessário extrair dentes. Não é certo generalizar, tanto para o lado das extrações quanto para não extrações. Cada caso é um caso e isto é sempre avaliado com extremo critério pelo especialista em ortodontia.

Tratamento Fonoaudiológico e Ortodôntico  A Fonoaudiologia tem como um de seus objetivos o restabelecimento das funções respiratórias, mastigatórias, atos de deglutição e fala, visando o equilíbrio miofuncional.

Dentes do Siso  Órgão dentário que, mesmo completamente desenvolvido, não fez sua erupção na época normal, encontrando-se totalmente rodeado por tecido ósseo ou por tecido ósseo e mucosa

Respiração, Os Dentes e a Face  Atualmente, os problemas respiratórios na infância estão cada vez mais freqüentes, porém pouca gente sabe, da relação desses problemas, principalmente nas crianças que respiram constantemente pela boca, com os problemas ortodônticos, a maloclusão dentária.

Informações Sobre Ortodontia  O que é Ortodontia? Ortodontia é um ramo da odontologia que especializa-se no diagnóstico, prevenção e tratamento das irregularidades dentais e facias.

Fonoaudiologia e Vedamento Labial: Quais As Implicações?  A falta de vedamento labial seja por alterações obstrutivas, oclusais, ou por mau hábito apenas, quando ocorre leva a alteração dos músculos que ficam ao redor dos lábios e do queixo.

Correção de Dentes Tortos  Você sente que está necessitando de tratamento ortodôntico? Esta é uma situação que deve ser muito bem definida. O que você pretende de um tratamento ortodôntico pode ser diferente do que o ortodontista entende que deve tratar.





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement








Autor

Título: Expansão das Arcadas Dentárias

Link :
Data de Publicação : 01/11/2001 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 24/07/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 3013
Palavras-Chave : Expansão das Arcadas Dentárias - Odontologia - arco dentário , expansão na largura , expansão transversal , segmentos laterais , , expansão óstero-anterior , distalamento , protrusão incisal .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques