Super Promoção Dieta do Mediterrâneo


FRATURA DE ÓRBITA – O ASSOALHO ORBITÁRIO

O assoalho orbitário é uma fina placa óssea (“lâmina papirácea” – do grego pápyrus = papel) localizada abaixo dos globos oculares, dando sustentação àquelas estruturas. De formato convexo e extremamente fino – de espessura compatível a uma folha de papel -, o assoalho da órbita exerce importante papel anatômico de auto-proteção às estruturas oculares durante os traumas de face (figura 1).
Cavidade ocular com detalhe para o assoalho

1. Esquema representando a cavidade ocular com detalhe para o assoalho

Por ser extremamente delgado, o assoalho orbitário sofre fraturas facilmente (figura 2) durante traumatismos faciais, aliviando a pressão interna na cavidade ocular, o que do contrário poderia levar a danos oftálmicos irreversíveis.
Fratura no assoalho orbitário

2. Fratura no assoalho orbitário

Com o rompimento do assoalho da órbita, é comum que os tecidos que envolvem o globo ocular, como gordura e músculo, herniem (adentrem) para dentro da cavidade formada. Como consequência, os globos oculares perdem a simetria e podem causar visão dupla ao paciente, situação clínica conhecida como “diplopia” – (neologia do séc. XIX – vista duplicada).

Outros sinais comuns à fratura do assoalho orbitário são o edema (inchaço), hematoma (olhos de “guaxinim” – figura 3) e hemorragia subconjuntival (aspecto de “olhos vermelhos).
Olhos de guaxinim

3. “Olhos de guaxinim”

Com o advento da fixação interna rígida por placas e parafusos de titânio na correção das fraturas, o tratamento da fratura de assoalho orbitário tornou-se menos complexo e com melhores resultados. Os exames por imagem como a tomografia computadorizada, em conjunto com o exame clínico, fornece importantes subsídios ao cirurgião bucofacial e norteiam a conduta, que pode variar de tratamentos conservadores até a reconstrução das paredes orbitárias com micro-telas e micro-parafusos de titânio (figura 4).
Reconstrução do assoalho orbitário

4. Reconstrução do assoalho orbitário com tela de titânio





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Traumatismo Facial  O traumatismo na região da face pode afetar tanto a pele, gordura, músculos, nervos, como fraturar os ossos. Nos casos mais graves pode estar associado a dano cerebral.

Correção Cirúrgica da Face e Dentes  A cirurgia ortognática é o tratamento para pacientes que possuem deformidades envolvendo o esqueleto facial e os dentes.

Zigoma - Fratura de Órbita  Por ser um osso proeminente em relação à face, com bastante frequência é afetado nos traumatismos de face, com fraturas demandando muitas vezes procedimentos cirúrgicos em nível hospitalar para o reparo da região.

Problemas na Mandíbula  O ato de mastigar é mais complexo do que nos parece! Vários grupos musculares, ligamentos, articulações, ossos e as arcadas dentárias são responsáveis pela coordenada e harmônica abertura e fechamento da mandíbula.

Dores na Face  Aproximadamente 25% à 45% da população em geral apresenta ou já apresentou algum sinal ou sintoma de Disfunções Temporomandibulares (DTM).

Assimetrias da Face  As assimetrias faciais, diferenças entre um lado e outro da face, são encontradas em grande número de indivíduos, em todas as populações. Na maioria das vezes estas assimetrias apresentam-se de forma suave e não chegam a perturbar a estética ou função, passando despercebida pelos observadores menos atentos, inclusive o próprio indivíduo.















Autor

Título: Fratura de Órbita - O Assoalho Orbitário

Link :
Data de Publicação : 12/04/2011 - Revisão : 12/04/2011 - Acesso : 21/09/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 801
Palavras-Chave : Fratura de Órbita - O Assoalho Orbitário - Odontologia - placa óssea , globos oculares , cavidade , estruturas oculares , globo ocular , visão dupla , diplopia , tela de titânio , edema , inchaço , hematoma , Olhos de guaxinim .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques