LENTES DE CONTATO

LENTES DE CONTATO

Embora usadas principalmente por quem não deseja usar óculos, pode ser uma indicação médica quando existe diferença de grau importante entre os olhos ou uma córnea com irregularidades.

As lentes podem ser gelatinosas ou rígidas. As gelatinosas podem ser de uso contínuo ou descartáveis. Tanto as gelatinosas como as rígidas são feitas com diferentes composições e diferentes métodos de fabricação de modo a lhes imprimir diferentes características.

Assim temos lentes gelatinosas com maior ou menor conteúdo de água, lentes que devem ser descartadas com mais ou menos dias de uso e lentes para uso mais ou menos prolongado. As endurecidas, conforme o material, apresentam graus diferentes de permeabilidade ao oxigênio e os critérios de adaptação das mesmas (diâmetro e curvatura) dependem das características da lente a ser adaptada.

O grau das lentes de contato, especialmente das lentes rígidas, não são os mesmos dos que são receitados para os óculos.

Isto se deve aos seguintes fatos: proximidade da lente ao olho (efeito corretor maior para as miopias e menor para as hipermetropias), variação conforme a curvatura da lente adaptada e com as características do material da lente.

Nem todo mundo pode usar ou é bom candidato ao uso de lentes de contato. É o oftalmologista quem deve determinar quem pode usar, o grau e curvatura da lente a ser adaptada bem como o melhor tipo de lente a ser usado.

As lentes de contato se constituem em um corpo estranho dentro do olho, podendo causar danos importantes para a visão de modo que a segurança de seu uso depende da supervisão do oftalmologista.

São complicações do mau uso de lentes de contato: edema, úlcera, infecção, neovascularização e deformidades na córnea.

A chamada conjuntivite por lente de contato (conjuntivite papilar), bastante freqüente, especialmente com as lentes gelatinosas, pode ter sua evolução controlada pelo exame periódico (depende do tipo da lente esse tempo) do usuário de lentes.

Hoje temos a possibilidade de corrigir quase todos os problemas de refração com lentes de contato desde que não haja contra indicação ao seu uso.

É o olho seco um das principais dificuldades à adaptação com lentes de contato.





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Miopia  É como denominamos o erro de refração em que a imagem focaliza antes de chegar na retina.

Presbiopia (Vista Cansada)  É como chamamos a diminuição da capacidade do olho de focalizar de perto em função da idade.

Ambliopia  É uma diminuição da acuidade visual (visão) uni ou bilateral, onde não se encontra lesão ocular ao exame oftalmológico, que aparece em decorrência de obstáculos ao desenvolvimento da visão.

Olhos Secos  É como denominamos os olhos que produzem pouca lágrima e/ou a mesma evapora rápido.

Estrabismo  É quando há perda do paralelismo entre os olhos. Popularmente as pessoas com estrabismo são chamadas de "vesgas".

Glaucoma  É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos no nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão.

Dor no Olho  Sintoma que pode ter múltiplas causas. * relacionadas a atividade visual * independentes do esforço visual

Olho Vermelho  É um sinal que pode ser manifestação de diferentes problemas e não sinônimo de conjuntivite conforme crença popular.

Retinopatia  É o termo usado para designar as doenças degenerativas não inflamatórias da retina.

Infecção do Canal Lacrimal  A infecção desse canal acontece em geral por obstrução em seu trajeto. Havendo infecção há secreção e a pálpebra pode ficar vermelha e inchada.

Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement








Autor

Título: Lentes de Contato

Link :
Data de Publicação : 01/11/2001 - Revisão : 30/10/2008 (Equipe ABC da Saúde) - Acesso : 29/07/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 271
Palavras-Chave : Lentes de Contato - Oftalmologia - Lentes , Uso de Lentes , Miopia , Hipermetropia , Astigmatismo .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques