TESTÍCULO ECTÓPICO E CRIPTORQUIDIA

O que significam criptorquidia e testículo ectópico?

Durante a gestação, os testículos do feto masculino se formam dentro do abdômen. Logo antes do nascimento, os testículos do menino descem por um canal, chamado canal inguinal, do abdômen para o escroto.

Quando um testículo não faz esse movimento, o termo médico para essa condição é criptorquidismo. Isso significa, grosso modo, testículo escondido.

Outra forma médica de fazermos referência a essa condição é dizendo que esse menino tem testículos ectópicos, ou seja, fora do lugar correto. Um entre cada 125 meninos tem alguma forma de criptorquidismo. Em 10 a 15% dos casos, ambos os testículos são ectópicos. Muitas vezes um testículo ectópico descerá espontaneamente durante o primeiro ano de vida. Após o primeiro ano, contudo, é muito pouco provável que isso venha a ocorrer.

Como se faz o diagnóstico?

Vários exames clínicos podem ser necessários para termos certeza de que o menino tem criptorquidismo e não um testículo retrátil. O testículo retrátil ocupa o escroto, mas ocasionalmente (e temporariamente) retorna ao canal inguinal. Essa condição não requer nenhum tratamento pois normalmente corrige, de modo espontâneo, antes de adolescência.

Quem tem risco de ter criptorquidismo?

Meninos prematuros e aqueles de baixo peso ao nascer (menos de 2500 g) têm um risco aumentado de nascerem com testículos ectópicos. Esse risco é tanto maior quanto menor for a criança.

Como é corrigido?

Na imensa maioria das vezes não é necessário nenhum tipo de tratamento, pois os testículos irão migrar espontaneamente para o escroto. Em algumas situações a criança precisará de injeções de hormônio ou cirurgia. A cirurgia, chamada de orquidopexia, leva o testículo até o escroto e faz a sua fixação lá. Como o tipo de tratamento e a época em que deve ser indicado são decisões que devem ser individualizadas a cada caso, é indispensável o acompanhamento do seu pediatra que, achando necessário, poderá sugerir o acompanhamento simultâneo com um cirurgião pediátrico.

Por que tem que ser corrigido?

O tratamento é necessário por várias razões:
 

a temperatura mais alta do corpo pode inibir a produção normal de esperma no testículo ectópico.
o testículo ectópico é mais suscetível à formação de tumores.
o testículo ectópico é mais vulnerável a lesões.
um escroto assimétrico ou vazio pode causar preocupação e embaraço.

Os pais deveriam se preocupar?

O testículo ectópico freqüentemente está associado a hérnias, assim, os pais de meninos nascidos com essa condição devem estar alertas para o surgimento de alguma inchação ou "caroço" na área de virilha do bebê. Uma hérnia que se forme na mesma área onde o testículo descerá poderia danificar o testículo ou então obstruir o intestino. Essa condição vai requerer avaliação médica imediata.

Meninos nascidos com um testículo ectópico têm um risco maior de infertilidade do que os nascidos sem essa condição e, embora tumores de testículo sejam muito raros, meninos nascidos com um testículo ectópico têm uma chance maior de desenvolverem câncer testicular. Quando a criança ficar maior e mais independente, é importante que ela saiba da cirurgia e que deve examinar os testículos periodicamente. O pediatra ou cirurgião pode lhe ensinar como fazer isso. Se o menino notar qualquer irregularidade ou inchaço, ele precisa ser examinado.





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Nódulos nos Testículos  O volume do nódulo pode variar desde poucos milímetros (tamanho de um grão de arroz) até vários centímetros (envolvendo todo o testículo).

Torção de Testículo  É uma dor súbita no escroto (saco, saco escrotal) acompanhada de aumento de volume do mesmo.

Tumor de Testículo  Sua maior incidência se encontra nos adultos jovens dos 15 aos 35 anos, que é a fase da maior atividade sexual e início da vida profissional.

Câncer de Testículo - Detecção Precoce  Fatores de risco mais comuns para o câncer de testículo

Hidrocele  Hidrocele é a presença de líquido em quantidades anormais dentro do escroto e envolvendo o testículo.

Varicocele  A varicocele está presente em 15% da população geral (adultos e adolescentes) e em 35% dos homens com infertilidade.

Orquites e Orquiepididimites  Orquite é um processo inflamatório ou infeccioso envolvendo o testículo

Fimose  A fimose é fisiológica (normal) em recém-nascidos, devido a aderências naturais entre o prepúcio e glande. Com o crescimento do pênis, ocorre uma separação natural entre o prepúcio e a glande.

Câncer de Pênis  Câncer de pênis é um tumor maligno relativamente raro que acontece quase sempre em pacientes com fimose.

Pênis  Órgão sexual masculino que atua na reprodução e na excreção. Com as transformações hormonais iniciadas na puberdade, a maturação peniana se completa por volta dos 18 anos.







Autor

Título: Testículo Ectópico

Link :
Data de Publicação : 01/11/2001 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 01/10/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 409
Palavras-Chave : Testículo Ectópico - Pediatria - gestação, feto masculino , abdômen , Testículo Escondido , criptorquidismo , canal inguinal , injeções de hormônio , orquidopexia , cirurgião pediátrico .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques