TOSSE

O que é?

É a expulsão barulhenta e súbita do ar dos pulmões e que pode ou não estar acompanhada de muco (catarro).

Como se desenvolve?

A tosse, usualmente, é uma resposta reflexa do corpo a um estímulo irritante na garganta, laringe (cordas vocais), traquéia ou pulmões.

A traquéia é um tubo de ar que se estende do pescoço até o tórax, levando o ar que entra pelo nariz até os pulmões.

A tosse tem um mecanismo reflexo, ou seja, ocorre automaticamente, sem a pessoa pensar. Ela é um reflexo que protege os pulmões do efeito nocivo das bactérias, vírus, fungos, poeiras e outras substâncias danosas. Contudo, pode também ser voluntária.

Existem muitas causas possíveis para a tosse. Dentre elas, estão:
 

tabagismo
hiper-reatividade dos brônquios (sensibilidade aumentada nos tubos de ar dos pulmões), asma, enfisema pulmonar ou bronquite crônica
infecções da garganta, laringe, traquéia, seios da face (sinusite) ou dos pulmões
alergias
refluxo de líquido do estômago para o esôfago (tubo que leva o alimento da boca até o estômago)
inalação de ar muito quente ou frio
exposição a gases ou substâncias químicas (irritantes ambientais)
tumores de garganta, cordas vocais, pulmões ou esôfago
insuficiência do coração em bombear o sangue que chega até ele
objeto que tenha entrado inadvertidamente na traquéia
algumas medicações
transtornos psiquiátricos
tuberculose ou outras doenças pulmonares.

Embora, na maioria das vezes, a tosse tenha uma única causa, até a quarta parte dos indivíduos apresentam mais de uma doença que justifique sua presença.

O que é importante observar na tosse?

Existem alguns itens que a pessoa que tosse deve observar, ajudando, assim, na investigação médica. São eles:
 

quando a tosse iniciou ou quanto tempo ela está durando
se a tosse é constante, eventual ou se predomina em algum momento do dia
se tem expectoração e qual a cor da secreção expectorada
se há alguém mais na família com tosse ou doente
em que época do ano que a tosse costuma aparecer
se está relacionada a alguma atividade (faxina da casa, por exemplo).

Quando a tosse é crônica, ou seja, com duração de 3 semanas ou mais, geralmente, ela tem como causa o tabagismo, asma, gota pós-nasal (secreção do nariz indo na direção dos pulmões), doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema pulmonar e/ou bronquite crônica) ou refluxo gastro-esofágico (líquido do estômago indo para o esôfago).

Como o médico faz o diagnóstico?

A conversa do médico com a pessoa acometida pela tosse é muito importante, pois através dela o médico indica quais exames complementares serão importantes na investigação do problema.

Ele deverá perguntar sobre sinais e sintomas associados, atividade do paciente, histórico de doenças familiares dentre outros para proceder sua investigação.

Associando isto ao exame físico do paciente, o médico consegue levantar uma hipótese da causa da tosse. Sabemos que a tosse não é uma doença, mas um sintoma de que algum distúrbio deve ser investigado.

Como se trata?

O tratamento é decidido conforme a causa da tosse. O tratamento definitivo é aquele que combate a causa. Por exemplo, nos casos em que o motivo da tosse é uma infecção, o tratamento é o uso de antibióticos. A tosse que produz catarro não deve ser suprimida com anti-tussígenos – a não ser que seu médico julgue necessário.

Nos casos de tosse pelo tabagismo, o abandono do fumo, geralmente, leva a uma diminuição considerável da tosse em um mês.

Naqueles pacientes que se suspeita que a tosse seja causada por uma exposição no trabalho (o paciente nota melhora nas férias ou quando não está trabalhando), o médico poderá aconselhar uma mudança na área de trabalho ou maneiras de melhorar a circulação de ar e orientar o uso de máscaras, se julgar oportuno.

Como se previne?

As vacinações contra o vírus da gripe (anual) e contra o pneumococo – bactéria que mais freqüentemente causa infecções respiratórias – podem ajudar neste sentido.

A prevenção vai depender da causa da tosse. Não fumar, por exemplo, ajudará a prevenir os casos de tosse pelo tabagismo, tumores de pulmão, bronquite crônica ou enfisema pulmonar. No entanto, alguns casos de tosse não poderão ser prevenidos, mas somente tratados.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

O que fazer nos casos de tosse causada por corpo estranho nas vias aéreas?

Por que o fumante costuma ter tosse pela manhã?

Qual o tratamento para os casos de tosse por refluxo gastro-esofágico?

Os medicamentos que tratam a pressão arterial podem causar tosse?





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica  É uma doença crônica dos pulmões que diminui a capacidade para a respiração. A maioria das pessoas com esta doença apresentam tanto as características da bronquite crônica quanto as do enfisema pulmonar.

Tuberculose Pulmonar  É uma infecção causada por um microorganismo chamado Mycobacterium tuberculosis, também conhecido por bacilo de Koch.

Gripe  É uma infecção respiratória causada pelo vírus Influenza. Ela pode afetar milhões de pessoas a cada ano.

Pneumonia  É uma infecção ou inflamação nos pulmões. Ela pode ser causada por vários microorganismos diferentes, incluindo vírus, bactérias, parasitas ou fungos.

Doença do Refluxo Gastro-Esofágico  É um conjunto de queixas que acompanha alterações no esôfago resultantes do refluxo (retorno) anormal do conteúdo estomacal

Câncer de Pulmão - Prevenção  Evitar que as pessoas iniciem a prática de fumar e ajudar os fumantes a parar de fumar é a mais importante ação preventiva a ser desenvolvida.

Câncer de Pulmão - Detecção Precoce  O fator de risco mais importante para câncer de pulmão é o fumo, bem como para vários outros tipos de câncer.













Autor

Título: Tosse

Link : | Data de Publicação : 01/11/2001 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 31/10/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 416 | Palavras-Chave : Tosse - Pneumologia - Pigarro , Catarro , Expectoração





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques