MUDANÇAS NATURAIS DO SEXO NA IDADE MADURA

MUDANÇAS NATURAIS DO SEXO NA IDADE MADURA

E sexo existe após os 65 anos?

Pela Organização Mundial de Saúde (OMS), 3a Idade começa a partir dos 65 anos de idade. Várias transformações vão sendo sofridas pelo corpo, acompanhadas de um amadurecimento emocional, de acordo com as potencialidades individuais de cada um. A vida sexual, como já era de se esperar, também sofre algumas alterações, tal como a sua expressão fisiológica. Mas ela de fato existe até os últimos dias de uma pessoa!

Para compreendermos o que muda com a idade, revisemos rapidamente o Ciclo da Resposta Sexual Humana. Na década de 60, alguns pesquisadores como Masters e Johnson estudaram as modificações corporais durante o ato sexual. Denominaram Ciclo da Resposta Sexual Humana o conjunto de alterações fisiológicas que ocorre durante a atividade sexual. Helen Singer Kaplan, uma psiquiatra que estudou largamente a motivação sexual, complementou esse conceito (Excitação e Orgasmo) com a fase inicial denominada Desejo.

Ciclo da Resposta Sexual

Ciclo da Resposta Sexual Humana

Desejo

O Desejo é a 1a Fase Sexual, onde os instintos são estimulados e os apetites crescem. O desejo e a sensualidade são experiências subjetivas que incitam a pessoa a buscar atividade sexual. Em termos cerebrais, há mensagens neurofisiológicas que motivam a busca por sexo. Esses sinais neurológicos ainda não foram bem explicados, mas já se fala em uma espécie de Centro de Desejo Sexual no Cérebro, que seria constituído principalmente por uma pequena região cerebral denominada Claustro.

Existem muitas falácias em relação ao fim do desejo sexual quando um homem envelhece. É uma questão muito mais cultural que biológica. Observa-se, na verdade, uma diminuição da freqüência de sexo já a partir dos 40 anos de idade, quando há baixa de um hormônio denominado Testosterona, responsável pelo apetite sexual. No homem, o estímulo visual é de extrema importância para iniciar e manter o desejo sexual. No entanto, com o avançar da idade, ele precisa ser tocado para provocar o seu desejo. Muitas vezes se beneficia introduzindo o pênis flácido na entrada da vagina como estímulo inicial.

Na mulher, com a chegada da menopausa, também se pode constatar muito mais peso cultural que biológico. Algumas mulheres que se sentiram obrigadas a manter relações sexuais por toda uma vida, justificam a perda da função sexual com o fim da menstruação. Usam a menopausa como escudo para não precisarem mais "servir" seus parceiros sem obtenção alguma de prazer. Já outras mulheres experimentam uma melhora da vida sexual com a parada do ciclo menstrual, pois não precisam mais temer a gravidez indesejada e geralmente não têm mais filhos pequenos que atrapalhem o sono ou que ocupem muito sua atenção ao longo do dia.

Excitação

A Excitação é a 2a Fase do Ciclo Sexual. Ela ocorre quando o corpo passa a responder fisiologicamente frente aos estímulos que dispararam o desejo sexual. Ou seja, a excitação é a resposta do corpo ao desejo. No homem, a excitação é demarcada pela ereção (quando o pênis fica rijo); na mulher, pela lubrificação vaginal.

Nos homens, com o passar da idade, o estímulo táctil torna-se praticamente indispensável para a obtenção da ereção. Também o tempo de ejaculação fica mais prolongado, possibilitando maior prazer para a parceira. A impotência pode surgir parcialmente ou totalmente por motivos emocionais ou mesmo orgânicos, como algumas doenças ou por efeito colateral de algumas medicações. A posição para o coito deve ser repensada, evitando-se muito esforço que gera fatiga e perda de ereção. Vários tratamentos para a disfunção erétil já estão à disposição no mercado.

Com a perda de produção de alguns hormônios na menopausa, a mulher fica com menos lubrificação vaginal, devendo ter maior cuidado durante o ato sexual. Quando a vagina fica seca, o atrito do pênis pode machucá-la, como também ao seu parceiro, além de poder provocar algumas infecções (vulvovaginites). O uso de cremes lubrificantes é aconselhável, bem como a possibilidade de reposição hormonal. Um outro fenômeno que ocorre é a perda de gordura localizada nos grandes lábios, fazendo com que a vagina diminua de tamanho e esteja mais propensa a sofrer dor no coito. A fantasia deve ser muito utilizada para despertar maior prazer no ato.

Orgasmo

O Orgasmo é a última Fase do Ciclo da Resposta Sexual. O orgasmo, o êxtase, o gozo ou ápice de prazer é atingido quando ocorre a liberação total das tensões antes retidas, acompanhada de uma contração muscular rítmica. Nos homens observa-se a ejaculação. No idoso, há uma diminuição da força de ejeção do líquido seminal e também do seu volume. No entanto, não há alteração da sensação subjetiva de profundo prazer. Nas mulheres, devido à diminuição da capa de gordura, há maior contato com as terminações nervosas que levam ao prazer, podendo haver maior sensibilidade no gozo.

Período Refratário

Após o orgasmo, o homem tem o que se chama de Período Refratário, fenômeno este que não ocorre nas mulheres. É um tempo de relaxamento necessário para que ele possa reiniciar novamente a atividade sexual. Em geral, esse período aumenta bastante no idoso, podendo variar de horas, a um dia ou mais.





Publicidade/Advertisement

LEIA TAMBÉM

Sexo e Menopausa  A perda da capacidade reprodutiva nas mulheres é acompanhada por uma série de sintomas físicos ou emocionais.

Três Dicas Básicas para uma Vida Sexual Saudável e Prazerosa  Uma das maiores causas de problemas sexuais está na desinformação e na falta de conhecimento do próprio corpo. Se não sei como reajo ao estímulo sexual, quais partes de mim são mais sensíveis ao toque, como poderei tirar maior prazer de mim mesmo e de um parceiro?

Sexo Depois do Infarto  A maioria das pessoas que já teve um infarto sabe que pode voltar a ter uma vida sexual satisfatória como antes de ser atingida pela doença.

Sexo e Condições Especiais  É necessário muito apoio dos familiares e, acima de tudo, tolerância. A pessoa fica desmotivada também para o sexo, podendo recuperar o desejo somente depois de superar tal crise.

Por Uma Nova Terapia Sexual  Os problemas sexuais podem surgir de uma série de causas diferentes. Podem ser desencadeados por problemas físicos (orgânicos) e/ou emocionais (psíquicos).

Sexo na Idade Madura  A sexualidade de cada pessoa é exclusiva. Cada um pode amadurecer o seu próprio erotismo independentemente de um companheiro ou companheira.

Sexo na Terceira Idade  A vivência da sexualidade na 3ª idade nada mais é do que a continuação de um processo que teve início na infância.

Rotina e Sexo  A relação sexual vai perdendo a qualidade do início, falta surpresa, interesse mútuo, carinho, tesão, admiração e criatividade.

Segredos Para Uma Vida Sexual Feliz - Dicas Para as Mulheres  Não espere só pelo orgasmo. Ele depende de desejos, entregas, sem egoísmo ou obrigação. O orgasmo é conseqüência de um sexo saudável.

Segredos Para Uma Vida Sexual Feliz - Dicas Para os Homens  Respeite o seu corpo. As mulheres esperam muito mais por carinho, atenção e cuidado do que um desempenho sexual incansável.







Autor

Título: Mudanças Naturais do Sexo na Idade Madura

Link : | Data de Publicação : 01/11/2001 - Revisão : 01/07/2014 - Acesso : 22/12/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 294 | Palavras-Chave : Mudanças Naturais do Sexo na Idade Madura - Sexologia - Sexo na Velhice , Idade e Sexo , Sexo para Velhos , Sexo na Maturidade , Velhice e Sexo .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.




Publicidade/Advertisement


Notícias





Destaques