SEXUALIDADE NA GRAVIDEZ

SEXUALIDADE NA GRAVIDEZ

Com a gravidez, muita coisa se faz nova e a vida sexual faz parte dessa novidade. Tanto a gravidez quanto o pós-parto é cheio de mudanças biológicas, psicológicas e inter-relacionais que marcam – direta e indiretamente – a sexualidade. Tal momento poderá originar um aprofundamento da experiência sexual do casal, capaz de aumentar a cumplicidade ou gerar dificuldades.

As mulheres ficam mais carentes e precisam como nunca da aliança com o parceiro, da sua proximidade, carinho, proteção e do seu afeto. Se por um lado, algumas dificuldades podem acabar por distanciar o casal levando a uma expressiva diminuição do desejo, por outro, nessa fase alguns hormônios são capazes de deixá-las mais excitadas. Além da vantagem de não haver preocupação em se prevenir de uma gravidez ou mesmo em conseguir engravidar.

Os homens costumam, hoje em dia, a participar dessa época ativamente. Assim, o casal passa por momentos de adaptação físicas e emocionais, incluindo as relacionadas com a relação sexual. Alguns parceiros relatam sintomas de gravidez também. Eles não passam pelas mesmas alterações femininas, mas podem ser afetados por questões como a criação do filho, ansiedade referente ao momento do parto, a responsabilidade em ser pai, a visão da gravidez como um momento sagrado (levando a diminuição do seu desejo sexual), diminuição da atração sexual pela novas formas da parceira, medo de machucar o bebê ou a parceira com a penetração, sentimento de exclusão da relação e conseqüente ciúmes e o entendimento da figura da mãe e da mulher na mesma pessoa. Esse último fato também é relatado por algumas mulheres que hesitam em buscar a própria sexualidade sem culpa em um momento tão intenso e cheio de emoções diversas.

Assim, falar de sexo na gravidez é falar dos mitos e fantasmas que limitam o prazer sexual do casal. Alguns podem interferir na tranqüilidade sexual do casal, como o medo da penetração. Mas não há porque se preocupar; o bebê está bem protegido dentro do útero por algumas camadas de músculos, pelo saco gestacional e por uma mucosa que bloqueia a entrada uterina. Além disso, o sexo é capaz de fortalecer os músculos do períneo que ajudam na hora do parto, além de deixar a mãe feliz e relaxada. E se o bebê sente tudo o que a mãe sente, sexo é bom durante toda a gravidez.

Mas se o casal não se sente à vontade para que ocorra a penetração, outras maneiras podem ser experimentadas. Afinal sexo não se resume a ela, envolve jogos eróticos, sexo oral ou anal e a masturbação. Então, use a criatividade, pois há alternativas de se relacionar sexualmente caso o obstetra* avise que é melhor a abstenção sexual. Descubra novas fontes de prazer que não precisam ser deixadas de lado.

Claro que algumas patologias podem impedir o exercício da atividade sexual. Caso tenha ocorrido algum sangramento de escape (ou spotting) no início da gestação é aconselhável que não haja sexo com penetração até a 14ª semana. Também não se recomenda o sexo quando ocorre deslocamento da placenta, perda de líquido amniótico ou ameaça de aborto. Dilatação precoce do colo do útero e pressão alta no final da gravidez também pedem cuidado. Além desses, caso haja sensibilidade vaginal aumentada, infecções recorrentes, lesões vaginais ou dor, o sexo também deve ser interrompido. A situação sempre deve ser pensada com a ajuda do binômio: conforto X desconforto.

Claro que nos primeiros meses, enjôos, dores no seio, cansaço, náusea e preocupações gerais podem acabar diminuindo o bem estar e o desejo sexual da mulher. É o pico da progesterona no ovário também. Normalmente, as mulheres relatam que no 2º semestre é quando ocorre o desejo mais intenso de suas vidas sexuais por ganharem mais disposição e energia por conta do hormônio do crescimento GH. Além disso, a vagina está sensível devido à maior vascularização da região.

Nos últimos meses, o volume da barriga e o desconforto na lombar também podem influenciar na queda da libido, havendo um desligamento quase que automático em relação ao sexo. Os casais precisarão procurar por novas posições capazes de deixar a barriga mais à vontade, como lado a lado, ou por trás. Durante o último mês, não há um consenso entre os obstetras. Enquanto alguns recomendam abstinência até o final da gravidez, outros acreditam que seja necessário só na última semana.

Mas após o parto, a abstinência é recomendada. Além disso, a mulher normalmente apresenta um menor desejo sexual nessa época devido ao aumento da prolactina e ao próprio cansaço com a adaptação dos cuidados iniciais com o bebê, o que se associa para inibir o desejo. Essa falta inicial de desinteresse é natural e até mesmo desejável, pois o corpo necessita se recompor das mudanças e do estresse tanto da gravidez quanto do parto. Com o tempo, e aos poucos, o desejo e a vida sexual retornam. Conversar e ter paciência é bem vindo e o apoio desenvolvido nesse momento permite a aproximação e a continuação da sexualidade num futuro próximo.

*O primeiro cuidado que se deve pensar durante a gestação é um acompanhamento pré-natal adequado.





Publicidade/Advertisement

LEIA TAMBÉM

Sexo e Gravidez  A gravidez é um fenômeno diferenciado na vida de um casal. Hoje, cada vez mais, o homem tende a participar neste processo ativamente.

Gestação e Queixas Mais Frequentes  A maioria das queixas apresentadas diminui ou desaparece sem o uso de medicamentos.

Gestação e Doenças Sexualmente Transmissíveis  As doenças sexualmente transmissíveis, quando transmitidas na fase intrauterina e no período perinatal (gestação/parto/puerpério), podem ocasionar doenças importantes no feto, chegando até a morte fetal.

Gestação - Diagnóstico  Na vida da mulher, o diagnóstico da gestação é aquele que provoca as maiores emoções: desde alegria e bem estar intensos até a tristeza profunda e sensação de desamparo.

Gestação e HIV  Todas as gestantes devem realizar testes para identificação da infecção pelo vírus HIV. É um exame de rotina na avaliação pré-natal.

Sexualidade na Gravidez  As mulheres ficam mais carentes e precisam como nunca da aliança com o parceiro, da sua proximidade, carinho, proteção e do seu afeto

Parto e Trabalho de Parto Normal  O trabalho de parto envolve várias fases e a gestante em geral dispõe de um tempo suficiente para chegar ao hospital e ter um atendimento adequado.

Gestação Após os 35 Anos  Atualmente, grande parte dos casais optam por ter filhos após os 35 anos. Este período coincide com o declínio da fertilidade na mulher.

Gestação de Alto Risco  É a gestação que ocorre quando existe qualquer doença materna ou condição sócio-biológica que pode prejudicar a sua boa evolução.

Pilates na Gestação  A palavra de ordem é gravidez saudável; o culto ao corpo de forma moderada é até benéfico.







Autor

Título: Sexualidade na Gravidez

Link : | Data de Publicação : 05/01/2010 - Revisão : 09/06/2014 - Acesso : 21/10/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 731 | Palavras-Chave : Sexualidade na Gravidez - Sexologia - sexualidade , gravidez, gestação , ansiedade , sexo , parto , ameaça de aborto , Dilatação , líquido amniótico , .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques