URETRITES

Sinônimos/nomes populares:

A gonorréia é conhecida por blenorragia e popularmente por corrimento, escorrimento ou pingadeira. Gota matinal, gota militar e estrela da manhã são termos freqüentemente usados para uretrites.

O que é?

Uretrite é a inflamação da uretra com conseqüente surgimento de secreção e sintomas.

A inflamação pode ser:
 

de causa bacteriana (gonococo, clamídia, E. Coli)
de causa química (por exemplo, espermaticida usado durante as relações)
de causa traumática (cirurgias, corpo estranho)

As uretrites mais comuns são as infecciosas sexualmente transmitidas. Essas são classificadas em uretrites gonocócicas e não gonocócicas. As gonocócicas são causadas pela Neisseria gonorrheae e as não gonocócicas são causadas por diferentes tipos de germes, entre os quais a Chlamydia trachomatis.Outros germes podem causar uretrites embora não frequentemente como a Trichomonas vaginalis, Ureaplasma urealyticum, Mycoplasma hominis, Staphylococcus sp e Candida albicans. Existem casos mais raros como as uretrites traumáticas (sondas,corpo estranho), as uretrites por virus, uretrites associadas à neoplasia ou ao condiloma intra-uretral e uretrite psicogênica.

Como se adquire?

A maioria das uretrites são sexualmente transmitidas.

Nos últimos anos houve aumento na freqüência das uretrites sexualmente transmitidas devido:
 

à promiscuidade sexual
ao acesso fácil a anticoncepcionais
à divulgação de material erótico e pornográfico
à prática de automedicação com tratamentos inadequados
à migração de população de baixo nível socioeconômico-cultural para cidades grandes
ao grande número de portadores sãos
à não utilização de preservativos.

O que se sente?

As uretrites causam sintomas como dor para urinar, aumento da freqüência urinária, secreção (corrimento) pela uretra, dor durante ejaculação ou relações. Menos freqüentemente dores testiculares com "inchume" do mesmo, febre e mal estar.

Como se faz o diagnóstico?

As queixas geralmente são típicas, como vimos acima, principalmente quando acompanhadas de secreção uretral. As características da secreção (cor, volume, tempo de surgimento) são importantes na diferenciação entre uma uretrite gonocócica e uma não-gonocócica. O diagnóstico se baseia no exame bacterioscópico e bacteriológico da secreção uretral. Bacterioscopia e bacteriologia da secreção e/ou imunofluorescência para Chlamidia deverão ser obtidas. Em casos mais complexos, outros exames deverão ser solicitados como:
 

exame qualitativo de urina
urocultura com teste
urocultura pós-massagem prostática
imunologia para Chlamydia
técnica do PCR

Conforme o caso, testes para pesquisa do HIV deverão ser pedidos.

Quais as conseqüências das uretrites?

As uretrites podem levar infecção a outros órgãos do aparelho genital e urinário como testículos (orquite), epidídimos (epididimite), próstata (prostatite). A própria uretra pode apresentar complicações, como, por exemplo, estreitamento.

A infertilidade tanto masculina quanto feminina é outra conseqüência temida das uretrites, bem como a transmissão para o feto.

Como se trata?

Os antibióticos são prescritos, uma vez feito o diagnóstico de uretrite infecciosa. Muitas vezes as uretrites têm dois agentes etiológicos (gonococo + clamídia). Um antibiótico que ataque os dois micro-organismos está indicado. Abstinência sexual e uso de preservativo durante o tratamento é recomendado.

O prognóstico é bom quando o tratamento é bem indicado.

Como se previne?

O esteio da prevenção é o uso de preservativo juntamente com outras medidas, como seleção adequada do parceiro e evitar promiscuidade sexual.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

O que causa essa doença? Frio (...e baixa temperatura... e caminhar de pé descalço... e urinar contra o vento...) influi na doença?

Pode causar câncer?

Pode causar uma infecção?

Essa doença é transmissível?

Posso tomar álcool?





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Clamídia, Gonorreia, Tricomoníase e Herpes - DST na Mulher  Os sintomas mais comuns são a secreção esverdeada ou acinzentada, fluída, abundante, espumante e com mau cheiro.

Clamídia no Homem  É uma infecção sexualmente transmitida acometendo geralmente a uretra e causada pela Chlamydia trachomatis.

Gonorreia no Homem  A gonorréia se transmite através de relações sexuais com parceiras contaminadas. O risco de se contaminar, na primeira vez, é de 15-20%

Doença Inflamatória Pélvica  A doença inflamatória pélvica (DIP) engloba o conjunto de doenças inflamatórias do trato genital feminino superior: útero, trompas e ovários. Atinge a mulher jovem ao redor dos 20 anos, 35 anos

Corrimento Vaginal  São as alterações caracterizadas por um fluxo vaginal anormal, geralmente com volume aumentado, podendo ter ou não cheiro desagradável, irritação, coceira ou ardência na vagina ou na vulva e vontade de urinar freqüentemente.

Candidíase e Vaginose  A prevenção salienta a correta higiene e o uso de roupas íntimas de algodão, evitando calor e umidade na área genital.

Anticoncepção - Métodos de Barreira  O objetivo dos agentes espermaticidas é imobilizar e destruir os espermatozóides, dificultando ou impedindo a penetração desses no canal cervical. Duchas vaginais pós-coito, mesmo contendo espermaticidas não têm eficácia anticoncepcional.

Aids  Doença infecciosa causada pelo vírus da imunodeficiência humana, que leva a uma perda da imunidade progressiva resultando em infecções graves, tumores malignos e manifestações causadas pelo próprio vírus











Autor

Título: Uretrites

Link : | Data de Publicação : 03/11/2003 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 22/10/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 442 | Palavras-Chave : Uretrites - Urologia - Gonorréia , Blenorragia , Pingadeira , Estrela da Manhã , Gota Matinal .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques