Castanha, nozes e mesmo amendoim reduzem mortalidade em geral | ABC da Saúde

Castanha, nozes e mesmo amendoim reduzem mortalidade em geral

Um robusto conjunto de evidências científicas demonstra uma redução do risco de morte por qualquer causa, e principalmente por doença cardiovascular, em indivíduos que comem castanhas e nozes regularmente. No entanto, a maior parte dos trabalhos que indicam esta associação foi conduzida em amostras de pessoas de situação socioeconômica confortável, particularmente de descendentes de europeus. Esta falta de diversidade na amostra limita a aplicabilidade dos resultados em grandes populações de baixo poder aquisitivo. Além disso, nozes e castanhas são alimentos de preço elevado, o que impede o seu consumo regular. No Brasil, por exemplo, excetuando-se a castanha de caju em algumas regiões, as demais nozes tem um consumo restrito, acontecendo principalmente na época de Natal, imitando um costume europeu.

Na semana passada uma nova pesquisa abordando esta associação foi publicada na revista médica JAMA Internal Medicine. À primeira vista pode parecer redundante a publicação de um novo estudo abordando a mesma associação. No entanto, este trabalho traz duas grandes novidades em relação aos demais que trataram do tema. A primeira delas é que os participantes da pesquisa são de um nível socioeconômico baixo, incluindo americanos e chineses. A segunda, e talvez a mais interessante, é que o principal tipo de noz consumido foi o amendoim. Sim, o nosso popular amendoim, que tecnicamente não é considerada uma noz e sim uma leguminosa.

A pesquisa consistiu na combinação de três estudos observacionais, o que traz mais consistência à análise por aumentar muito o tamanho da amostra, assim como sua diversidade. Mais de 71.000 indivíduos com idades entre 40 e 79 anos, chineses e americanos, foram acompanhados por períodos de 5 a 12 anos. Os pesquisadores encontraram que quanto maior a ingestão de nozes (e a principal foi o amendoim) menor foi o risco de morte por qualquer causa e também de morte por doença cardíaca.

A explicação para o achado pode estar ligada ao fato que as nozes (incluindo o amendoim) serem ricas em gorduras insaturadas que são benéficas à saúde, bem como em vitaminas, minerais, antioxidantes, fibras e outros fitoquímicos.

Os resultados deste trabalho são de grande importância pois políticas de incentivo ao consumo de um alimento nutritivo e protetor contra doenças e, principalmente, de baixo custo, presente praticamente em todas as regiões e com ótima palatabilidade, como o amendoim, pode ter um importante impacto para a saúde pública.

Autor: Equipe ABC da Saúde

Referência Bibliográfica

  • -JAMA Internal Medicine. doi:10.1001/jamainternmed.2014.8347 - Online March 2, 2015.

RECOMENDADO PARA VOCÊ

ABC da Alimentação Saudável
Infarto - O Ataque do Coração
Alimentos para a Prevenção do Câncer
Dieta do Mediterrâneo reduz declínio mental da idade
Obesidade
Entendendo Melhor as Gorduras
Morte Súbita

Publicado em : 11/03/2015 16:43





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement







Publicidade/Advertisement



Notícias



FUNDACRED - Crédito Educativo


Destaques