Acessos de raiva aumentam risco de ataque cardíaco

Acessos de raiva aumentam risco de ataque cardíaco

Saber lidar com a própria raiva pode ser uma excelente receita para diminuir o risco de sofrer um ataque cardíaco e outros eventos vasculares.

É o que sugerem os resultados de uma pesquisa recente, publicada online na revista científica American Journal of Cardiology, comprovando uma forte associação entre acessos de raiva e o desencadeamento de ataque cardíaco.

O estudo entrevistou 3886 pacientes em um período médio de quatro dias após sofrerem um ataque cardíaco. Foi avaliado se o paciente sentiu raiva num período de até duas horas antes de sentir a primeira manifestação do ataque. Os acessos de raiva foram medidos por uma escala previamente validada e que apresentava 7 níveis de raiva que ia da irritação até a perda de controle (atirar objetos ou ameaçar pessoas).

Trinta e oito por cento dos pacientes referiram ter tido um acesso de raiva no último ano e 110 deles tiveram o acesso dentro do período de duas horas antes do início do ataque. Os pesquisadores mostraram também que o aumento da intensidade da raiva aumentou o risco de um ataque cardíaco nas próximas duas horas. O risco de ataque foi 1,7 vezes maior após uma raiva moderada (alteração de voz), foi 2,3 vezes maior após sentir uma sensação de grande tensão com manifestações corporais como cerrar os punhos ou os dentes e 4,5 vezes maior após um acesso de fúria com perda de controle. Além de indicar que a raiva aumenta o risco de um ataque cardíaco, esses resultados mostram que quanto maior é a raiva, maior é o risco.

A pesquisa identificou também que os principais desencadeadores da raiva são os conflitos familiares e de trabalho e situações de trânsito.

É provável que estes dados se relacionem com os resultados de estudos mostrando que práticas associadas a autocontrole e autoconhecimento como yoga e meditação combatem o estresse, reduzindo as chances de desenvolver algumas doenças, incluindo pressão alta.

Então, quando você começar a sentir a raiva brotar, não deixe ser levado por esta emoção e corte esta erva daninha pela raiz. Tente ficar calmo, respire fundo, lembre-se disso que você acabou de ler e.deixe ir adiante aquele motorista que lhe cortou a frente, feche mentalmente os ouvidos para aquela bronca desmedida do seu chefe e entenda que aquela resposta grosseira que sua filha lhe deu é só por que ela é adolescente. Com certeza você estará fazendo um bem a si mesmo e prolongando sua vida com qualidade.

Autor: Equipe ABC da Saúde

Referência Bibliográfica

  • - American Journal of Cardiology - http://dx.doi.org/10.1016/j.amjcard.2013.03.035
  • - Annual of New York. Academy of Science 1172: 54-62 (2009).

RECOMENDADO PARA VOCÊ

INFARTO - O ATAQUE DO CORAÇÃO
ESTRESSE E CORAÇÃO
OS EXAMES PARA CARDIOLOGIA
FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CARDÍACAS
INSUFICIÊNCIA CARDÍACA




Publicado em : 27/05/2013 18:40





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement







Publicidade/Advertisement

Dieta do Medirrâneo / Dieta Mediterrânea
Publicidade/Advertisement


Notícias


FUNDACRED - Crédito Educativo


Destaques