Alimentação rica em gordura e açúcar + estresse é a fórmula para adquirir doença metabólica | ABC da Saúde

Alimentação rica em gordura e açúcar + estresse é a fórmula para adquirir doença metabólica

Síndrome metabólica é uma alteração do metabolismo caracterizada pela presença de pelo menos três de cinco fatores de risco predisponentes, que são:


- baixo nível do colesterol bom (HDL);
- pressão alta;
- triglicerídeos elevados;
- glicose no sangue elevada (glicemia alta); e
- aumento da gordura abdominal (medida pela circunferência da barriga).

Esta síndrome é considerada uma epidemia, afetando de 20 a 30% da população adulta em todo mundo e é responsável pelo aumento do risco de doença cardíaca, diabete e acidente vascular cerebral (derrame).

Em um estudo recente publicado na revista científica Psychoneuroendocrinology é demonstrado que pessoas expostas a estresse crônico e que consomem uma dieta rica em gordura ou açúcar têm um risco maior de desenvolver síndrome metabólica, quando comparadas com pessoas que consomem a mesma alimentação, que é pouco saudável, porém que não foram expostas a estresse.

O estudo contou com a participação de 61 mulheres, 33 delas expostas a uma situação de estresse crônico (cuidar de um parente com demência) e 28 que não tinham exposição a situações de estresse crônico. A alimentação das participantes foi registrada pelo período de 1 ano. Os parâmetros avaliados foram circunferência abdominal e distribuição de gordura, sensibilidade à insulina, tolerância à glicose, marcadores de dano oxidativo provocado pelo aumento de radicais livres e um marcador associado a estresse (Neuropeptídeo Y).

Os resultados da pesquisa indicam que o maior consumo de alimentos com mais gordura e açúcar está associado significativamente com maior circunferência abdominal, maior dano oxidativo e maior resistência à insulina somente nas mulheres do grupo que estava sob estresse crônico.

Apesar das limitações do estudo (tipo caso-controle e registro da alimentação por questionário), os resultados sugerem que há um sinergismo entre a alimentação altamente rica em açúcar e gordura e o estresse crônico no que tange ao desenvolvimento da síndrome metabólica, e que os efeitos metabólicos do estresse podem ser amplificados ou protegidos conforme o tipo de dieta, e vice-versa. Desta forma, abre-se a possibilidade do manejo do estresse como uma ferramenta de auxílio no combate à síndrome metabólica e ganho de peso.

Autor: Equipe ABC da Saúde

Referência Bibliográfica

  • -Psychoneuroendocrinology, - (2014) 46, 14-22; DOI: 10.1016/j.psyneuen.2014.04.003

RECOMENDADO PARA VOCÊ

ABC da Alimentação Saudável
Como ter uma alimentação saudável comendo em Buffet
Alimentos para a prevenção do câncer
Vitaminas
Sal: Necessário, mas na medida certa

Publicado em : 06/08/2014 13:42





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement







Publicidade/Advertisement

Dieta do Medirrâneo / Dieta Mediterrânea
Publicidade/Advertisement


Notícias


FUNDACRED - Crédito Educativo


Destaques