Dormir bem pode melhorar a memória

Dormir bem pode melhorar a memória

A nossa vida é o que aprendemos e guardamos na memória. Desde que nascemos vamos adquirindo conhecimentos acerca do mundo, estes conhecimentos são codificados e armazenados pela memória para posterior evocação. Sabemos identificar e dar significado às coisas, pessoas e lugares devido ao processo de aprendizado e memória.

Existem diferentes dimensões da memória relacionadas com a temporalidade do armazenamento e com a natureza das informações armazenadas. A complexidade das interações envolvidas nos diferentes processos de codificação, armazenamento, consolidação e evocação da memória conferem à pessoa a sua individualidade.

Evidências científicas recentes têm demonstrado um efeito positivo do sono sobre o processo de consolidação de muitos tipos de memórias. Um novo trabalho publicado na edição de dezembro da revista científica Neurobiology of Learning and Memory estudou a influência do sono sobre um aspecto específico da memória, relacionado com os processos que possibilitam a lembrança de um nome associado a um rosto. Aparentemente esta lembrança apresenta um maior grau de dificuldade e requer a ativação de diferentes regiões do cérebro, assim como uma forte conectividade entre estas regiões.

A pesquisa contou com a participação de voluntários adultos a quem eram mostradas 20 fotos de rostos com respectivos nomes. Doze horas depois as fotos eram mostradas novamente e os nomes deveriam ser relacionados com os rostos. O teste foi realizado duas vezes - na primeira fase os participantes dormiram até 8 horas no período entre o momento que as fotos e nomes foram mostrados pela primeira vez e o momento seguinte, quando tiveram que associar as fotos aos nomes. Na segunda fase as 12 horas de intervalo entre o aprendizado e a evocação eram cumpridas com atividades diárias regulares, sem dormir.

Os participantes tiveram um melhor desempenho na associação do rosto ao nome após o período em que dormiram.

Estes achados sugerem que dormir bem após um processo de aprendizado de coisas novas pode ajudar as pessoas a ter uma maior retenção da nova informação. Os pesquisadores comentam também que é possível que em pessoas idosas as desordens de sono características da faixa etária podem dificultar o processo de aprendizagem de coisas novas.

Não podemos esquecer que o advento das novas tecnologias de mídia (computadores, celulares, tablets, etc.) tem afetado substancialmente o tempo de sono das pessoas, principalmente crianças e adolescentes, e isto poderia contribuir para dificuldades de aprendizagem.

Autor: Equipe ABC da Saúde

Referência Bibliográfica

  • -Neurobiology of Learning and Memory 126 (2015)31-38 http://dx.doi.org/10.1016/j.nlm.2015.10.012

RECOMENDADO PARA VOCÊ

INSÔNIA
A IMPORTÂNCIA DO SONO E AS PRINCIPAIS INTERFERÊNCIAS
CONSEQUÊNCIAS DE DORMIR TARDE NA ADOLESCÊNCIA
DORMIR POUCO FAZ MAL À SAÚDE
APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO
RONCO E APNÉIA DO SONO
DEPRESSÃO
TRANSTORNO DE ANSIEDADE GENERALIZADA
DIFICULDADES DE APRENDIZAGEM NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA
TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE

Publicado em : 16/01/2016 19:32





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement







Publicidade/Advertisement

Dieta do Medirrâneo / Dieta Mediterrânea
Publicidade/Advertisement


Notícias


FUNDACRED - Crédito Educativo


Destaques