Sedentarismo pode ser mais prejudicial que obesidade | ABC da Saúde

Sedentarismo pode ser mais prejudicial que obesidade

O nível de atividade física tem sido associado de forma consistente com a redução do risco de mortalidade por todas as causas. Estudos prévios sugerem que a atividade física protege contra morte prematura em pessoas com índice de massa corporal normal, mas não elimina o risco aumentado de morte nas pessoas com índice de massa aumentado.

Para aprofundar o conhecimento sobre a associação entre atividade física, obesidade e morte por qualquer causa um grupo de cientistas ingleses realizou uma pesquisa onde dados sobre atividade física, peso, altura e circunferência abdominal, foram coletados de334 mil indivíduos adultos de ambos os sexos. Os participantes da pesquisa foram acompanhados por um período de 12 anos e a análise dos dados foi usada para estimar a importância da atividade física como um fator independente para proteção contra morte prematura. Além disso, os resultados permitiram estimar o ganho em expectativa de vida produzido pela atividade física, mesmo em pessoas obesas. A pesquisa foi publicada na revista científica American Journal of Clinical Nutritionem 14 de janeiro.

O estudo demonstra, de uma maneira geral, que uma atividade física, mesmo que discreta, diminui as chances de morte prematura quando comparada com sedentarismo. Os pesquisadores estimam que o exercício que gasta de 90 a 110 calorias por dia poderia reduzir o risco de morte prematura entre 16 e 30%. Este efeito benéfico da atividade física moderada é mais pronunciado entre pessoas de peso normal, entretanto,mesmo nas pessoas com sobrepeso e obesidade foi observado um benefício.

O fato de ser um estudo prospectivo, acompanhado por um longo período de tempo e com um grande número de participantes torna as conclusões mais robustas. Destas conclusões, avalia-se que o número de mortes ligadas ao sedentarismo pode ser duas vezes maior do que às mortes ligadas a obesidade.

A atividade física regular, mesmo em pequena quantidade, é um fator decisivo para a promoção da saúde e redução do risco de morte prematura, mesmo em pessoas com sobrepeso e obesidade.

Estas evidências contribuem para ajudar as pessoas que apresentam um eventual desânimo produzido pela dificuldade de reduzir o peso, diminuindo com isso a vontade de realizar atividade física.

Mesmo sem observar um resultado objetivo na balança, a atividade física estará contribuindo para reduzir o risco de morte prematura nestas pessoas.

Autor:Dr. Gilberto Sanvitto - ABC da Saúde

Referência Bibliográfica

  • -American Journal of Clinical Nutrition - January 14, 2015 as doi: 10.3945/ajcn.114.100065.

RECOMENDADO PARA VOCÊ

OBESIDADE
FATORES DE RISCO PARA DOENÇAS CARDÍACAS
EXERCÍCIO E PREVENÇÃO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES
EU POSSO FAZER EXERCÍCIOS?
CAMINHAR - UM ÓTIMO EXERCÍCIO
DIABETES
ABC DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Publicado em :21/01/2015 17:44




Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement