Dieta do Mediterrâneo

DIETA DO MEDITERRÂNEO

A prestigiosa revista médica New England Journal of Medicine divulgou, em 26 de junho de 2003, os resultados do último grande estudo, realizado na Grécia e utilizando 22.000 pessoas , associando a “dieta do mediterrâneo + atividade física” à melhor saúde e maior expectativa de vida.

Em outro estudo, publicado em 23 julho de 2003 pela Revista da Associação Americana de Medicina (JAMA), foi demonstrado que adicionar a uma dieta de baixa gordura ingredientes que ativamente combatem o colesterol ruim (LDL) tem o mesmo efeito em reduzir o colesterol e os triglicerídios que a droga mais moderna utilizada em clínica atualmente.

O QUE É?

Dieta do Mediterrâneo, ou Dieta Mediterrânea, é um tipo de alimentação característica de alguns países da região do mar Mediterrâneo (Itália, Grécia, Portugal, Espanha, França e outros). Este padrão alimentar é composto, basicamente, de vegetais, legumes, tomate, alho, frutas (maçã) e, principalmente, óleo de oliva, canola, cereais pouco moídos, nozes (pecan) e sementes, queijo branco e iogurte, além de vinho.

Vários estudos têm confirmado esta observação. A conclusão é de que quanto mais a pessoa pratica a dieta mediterrânea tradicional, menor a chance de morrer por qualquer causa, incluindo câncer (risco menor de 24%) e doenças cardíacas (risco menor de 33%).

Deve ser salientado que essas populações, originalmente, mantinham naturalmente atividade física regular o que, comprovadamente, por si só, contribui para a melhoria da saúde e da expectativa de vida.





Jornal O ESTADO DE SÃO PAULO – 24/08/2010 – Dieta do Mediterrâneo