FRATURA MANDIBULAR

O osso mandibular, em conjunto com os ossos nasais, é uma das estruturas mais acometidas nas fraturas de face. Este fato constitui-se num interessante mecanismo de autoproteção do organismo, uma vez que a projeção do osso mandibular em relação aos tecidos crânios-encefálicos evita que os traumatismos de face acometam a caixa craniana com facilidade.

Anatômica e didaticamente a mandíbula é dividida em cinco áreas, que são mais ou menos acometidas, dependendo da intensidade, direção e velocidade do trauma: sínfise, corpo, ramo, cabeça da mandíbula (côndilo) e processo coronoide (figura 1). É um osso móvel e bilateral, o que faz com que seus tecidos articulares (ATM), ao movimentar-se simetricamente, sejam o grande desafio da odontologia moderna.
Regiões anatômicas da mandíbula

1.Regiões anatômicas da mandíbula

A região mais comumente afetada nas fraturas de mandíbula é a cabeça da mandíbula, popularmente conhecida como côndilo. Isto acontece devido ao afilamento desta região, o que confere uma barreira protetora à entrada de corpos estranhos (osso fraturado) no interior da fossa craniana. Fortes pancadas na região do mento (queixo), comumente afetam também o côndilo mandibular, devido à transmissão de forças ao longo do osso mandibular até sua região mais enfraquecida.

Outra região com frequência acometida é o ângulo mandibular. Inúmeras publicações confirmam que a presença de um terceiro molar (siso) retido na região facilita uma linha de fratura ao reduzir a área óssea nas proximidades anatômicas (figura 2).
Fratura de ângulo mandibular

2.Fratura de ângulo mandibular

O tratamento consiste no restabelecimento da oclusão (mordida), quer com o uso de placas de acrílico e/ou amarrias metálicas, quer por fixação interna rígida por placas e parafusos de titânio, que é o tratamento com maior grau de rapidez e resolução do quadro. O emprego da fixação interna rígida permite que o paciente permaneça com a mobilidade oral inalterada, situação diferente da ocorrida há alguns anos, quando muitas havia necessidade de bloquear-se a mordida por tempos superiores a 40 dias (figura 3).
Fixação interna rígida de mandíbula

3.Fixação interna rígida de mandíbula

A prevenção consiste na proteção da região, quer evitando-se contato excessivo em esportes de alto impacto, quer no uso correto dos capacetes de proteção, por exemplo. O socorro deve ser imediato, preferencialmente por cirurgião bucomaxilofacial, sob pena de consolidação óssea em mau posicionamento devido ao tempo decorrido entre o trauma e o procedimento restaurador.

Além de osso mandibular fazer parte da estética facial, contribuindo para a melhora na autoestima, é também importantíssimo funcionalmente, tanto na fala, como na mastigação, razão pela qual o tratamento especializado é condição mister para o restabelecimento pleno do paciente acometido.




Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


RECOMENDADO PARA VOCÊ

Problemas na Mandíbula  O ato de mastigar é mais complexo do que nos parece! Vários grupos musculares, ligamentos, articulações, ossos e as arcadas dentárias são responsáveis pela coordenada e harmônica abertura e fechamento da mandíbula.

Arterite Temporal  Trata-se de uma doença autoimune (do seu próprio organismo) de etiologia desconhecida, que cursa com cefaléia (em idosos principalmente); geralmente acomete a artéria temporal superficial (artéria que passa nas têmporas), embora esteja relacionada com outras artérias.

Tumores Odontogênicos: A Importância do Diagnóstico Precoce  Os tumores odontogênicos, também chamados de mixomas ou neoplasias bucais são lesões derivadas dos remanescentes celulares que se originam durante a formação e erupcionamento (“nascimento”) dentários, não devendo ser confundidos com neoplasias malignas, do tipo câncer.

Pancreatites  Pancreatite é a inflamação do pâncreas. O pâncreas é um órgão situado na parte superior do abdômen, aproximadamente atrás do estômago.

Eletromiografia na Odontologia  Em 1981 com o advento do computador pessoal iniciou-se uma nova era em relação a diagnóstico no consultório. A eletromiografia, muito empregada em pesquisas odonto-fisiológicas, começou a ser utilizada no consultório odontológico, como meio auxiliar de diagnóstico.

Dores na Face  Aproximadamente 25% à 45% da população em geral apresenta ou já apresentou algum sinal ou sintoma de Disfunções Temporomandibulares (DTM).

Expansão das Arcadas Dentárias  Expandir as arcadas dentárias é aumentá-las em sua largura e/ou em seu comprimento, o que aumenta o tamanho do arco dentário.

Cirurgia Plástica de Queixo (Mentoplastia)  A mentoplastia é a cirurgia para correção de deformidades no mento ou queixo. Podem ser anomalias do crescimento, deformidades adquiridas por traumatismos ou outras doenças.

Respiração, Os Dentes e a Face  Atualmente, os problemas respiratórios na infância estão cada vez mais freqüentes, porém pouca gente sabe, da relação desses problemas, principalmente nas crianças que respiram constantemente pela boca, com os problemas ortodônticos, a maloclusão dentária.

Ronco e Apnéia do Sono  A Apnéia do sono é a obstrução das vias aéreas por alguns momentos durante a noite


Autor

Título: Fratura Mandibular

Link : | Data de Acesso : 05/12/2016 - Código do Conteúdo : Artigo 799 | Palavras-Chave : Fratura Mandibular - Odontologia - Mandíbula , ossos faciais , fixação interna de fraturas , osso mandibular , côndilo mandibular .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial :https://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2016 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.