NÃO GOSTO DA MINHA VOZ – POSSO MUDÁ-LA ?

Sim, você pode!

A voz é uma dádiva. É um atributo que somente o ser humano tem, como forma de comunicação pela palavra falada. É ela que nos diferencia de outros seres vivos, e nos permite expressar uma gama grande de sentimentos, seja de alegrias, nervosismo, ansiedade, raiva, euforia ou sofrimentos. É ela que nos permite expressar nossas idéias e nossos desejos e também é através da nossa voz que exercemos nosso poder de convencimento. A voz possui características físicas, biológicas e psicoemocionais que, em seu conjunto, deve chegar ao ouvido do interlocutor de forma agradável, para que possamos, assim, chamar esta voz de normal ou adaptada.

A voz deve ser compatível com a idade, com o sexo, com a estatura física; deve ter flexibilidade, entonação, musicalidade e uma intensidade adequada para determinados momentos.

Algumas vozes são excessivamente roucas, ásperas e soprosas; outras, muito agudas (finas), estridentes, causando no ouvinte uma sensação de invasão e de desconforto auditivo. São várias as causas destas alterações. Geralmente, são patologias (doenças) benignas, facilmente tratadas cirurgicamente e com retorno à normalidade em poucos dias.

Existem vozes que, embora não patológicas, não são do agrado da pessoa, seja por que julga inadequada para sua profissão ou mesmo, simplesmente, porque não gosta, e que podem ser tratadas. Hoje, já é possível tratar-se pessoas com vozes não condizentes para sua idade ou sexo. Homens com vozes femininas ou infantis e mulheres com vozes muito graves, frequentemente confundidas ao telefone, têm, na fonocirurgia e fonoterapia, uma possibilidade de modificar esta situação.

Uma voz inadequada pode gerar um sentimento de inferioridade e de insegurança, trazendo problemas de adaptação e aceitação no convívio social e profissional. O idoso passa a ser reconhecido como tal quando sua voz se torna fraquejada. Um programa de saúde vocal preventivo ou corretivo pode ser instituído em pessoas, ditas da terceira idade, a fim de evitar o “envelhecimento da voz”. Vale lembrar que crianças roucas ou com alterações de voz são motivo de zombaria na escola, acarretando para as mesmas um estigma, que por vezes carregam por toda a vida.

O exame e a avaliação das alterações e doenças das pregas vocais é realizado no consultório do otorrinolaringologista, por meio de aparelhos não invasivos, permitindo visualizar as pregas vocais. A introdução de modernas fibras ópticas rígidas e flexíveis, das fontes de luz estroboscópica e da videoquimolaringoscopia permite detectar a presença ou não de alterações em seu relevo e função, de forma cada vez mais segura e correta.

A partir de um diagnóstico firmado, uma terapêutica multiprofissional bem conduzida, com a colaboração do paciente, terá grandes possibilidades de devolver-lhe o prazer de ser dono de uma voz que lhe agrade. A laringologia, exercida por um grupo de profissionais, entre os quais o otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo, reserva um grande arsenal terapêutico para estes pacientes.




Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


RECOMENDADO PARA VOCÊ

Voz Educada, Saúde Cuidada  As alterações vocais afetam a vida pessoal, social e, sobretudo, a profissional, gerando ansiedade e angústia.

Rouquidão  Qualquer edema (inchume) ou irregularidade na superfície de revestimento (mucosa) das pregas vocais leva a perturbação desse fenômeno físico.

Nódulos de Tireoide  São lesões arredondadas (ovóides) que se desenvolvem na glândula tireóide, situados na região anterior e inferior do pescoço. Podem ser únicos ou múltiplos.

Afasia  A afasia é por si só a perda da capacidade e das habilidades de linguagem falada e escrita.

Abscesso Periamigdaliano  Algumas vezes, amigdalites de origem bacteriana (principalmente as tratadas de forma empírica, com antibióticos inadequados) se estendem profundamente, formando uma cavidade com secreção purulenta (abscesso) nos tecidos ao redor da amígdala.

Resfriado  É uma infecção simples do trato respiratório superior - acomete o nariz e a garganta, durando de poucos dias a poucas semanas (usualmente, menos de duas semanas).

Enfisema Pulmonar  É uma doença crônica, na qual os tecidos dos pulmões são gradualmente destruídos, tornando-se hiperinsuflados (muito distendidos).

Acromegalia  Doença provocada pelo excesso prolongado de Hormônio de Crescimento

Esquizofrenia e Outros Transtornos Psicóticos  É uma doença mental que se caracteriza por uma desorganização ampla dos processos mentais. É um quadro complexo apresentando sinais e sintomas na área do pensamento, percepção e emoções, causando marcados prejuízos ocupacionais, na vida de relações interpessoais e familiares.

Câncer de Laringe  Este câncer é, na maioria das vezes do tipo epidermóide ou escamoso, ou seja, são as células que revestem a laringe que sofrem alterações e se tornam malignas.


Autor

Título: Não Gosto da Minha Voz - Posso Mudá-La ?

Link : | Data de Acesso : 05/12/2016 - Código do Conteúdo : Artigo 706 | Palavras-Chave : Não Gosto da Minha Voz - Posso Mudá-La ? - Otorrinolaringologia - saúde vocal , rouquidão , alegrias, nervosismo, ansiedade, raiva, euforia , sofrimentos , flexibilidade, entonação, musicalidade , roucas, ásperas , soprosas, agudas , estridentes , palavra falada , envelhecimento da voz .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial :https://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2016 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.