SUFOCAMENTO E ENGASGOS - PREVENÇÃO DE ACIDENTES

As crianças, especialmente aquelas com menos de três anos de idade, são particularmente suscetíveis à obstrução e à morte devido ao pequeno calibre das suas vias aéreas, sua relativa pouca experiência com a mastigação e à tendência natural de colocar quaisquer objetos na boca. Elas também têm risco maior pela sua pouca capacidade de levantar a cabeça ou de se livrarem de espaços apertados.

Alguns fatos sobre sufocamento (dados dos Estados Unidos):

Em 1997, 659 crianças com menos de 14 anos morreram por obstrução das vias aéreas (sufocação, engasgo, estrangulamento).

Dessas crianças, aproximadamente 80%, tinham menos de quatro anos de idade.

A maior parte dos casos acima aconteceu dentro de casa.

No ambiente de dormir ocorrem 60% dos sufocamentos. A criança pode sufocar quando sua face vira contra o colchão, travesseiro, acolchoado macio ou quando alguém na mesma cama rola sobre ela.

A cada ano, o berço está envolvido em mais de 70% dos casos ocorridos em que algum produto para criança esteve implicado. Os berços são responsáveis por cerca de 40 estrangulamentos e sufocamentos a cada ano.

Cerca de 900 crianças, cuja morte é atribuída à Síndrome da Morte Súbita do Lactente, a cada ano são encontradas em ambientes potencialmente sufocantes, freqüentemente de barriga para baixo, com o nariz e boca cobertos por acolchoados macios.

Todas as crianças devem ser colocadas para dormir de barriga para cima para reduzir o risco da Síndrome da Morte Súbita do Lactente.

Balões são o brinquedo mais freqüentemente relacionado ao sufocamento de crianças com menos de três anos de idade.

O estrangulamento das crianças ocorre quando algum produto fica enrolado em seus pescoços. Itens comuns em estrangulamentos são os cordões da gola das roupas, fitas ou outras decorações, colares, fitas para prender o bico à roupa e puxadores de cortinas.

As crianças podem sofrer estrangulamento em aberturas que prendam suas cabeças como as aberturas em beliches, berços, brinquedos deplayground, carrinhos de bebê e cadeiras de bebê (cadeirinha alta).

Dicas para prevenção

Coloque sempre seu filho para dormir de costas, em um colchão firme e liso. Remova travesseiros, brinquedos e outros produtos "macios" do berço.

Sempre supervisione as crianças pequenas quando elas estão brincando ou comendo.

Não permita que crianças abaixo de seis anos comam alimentos redondos e duros como amendoins ou outras sementes, cenouras cruas, pipocas e doces duros.

Elas também não devem comer salsichas e uvas, a não ser que a pele ou a casca seja removida, o alimento seja partido em pedaços pequenos e não redondos.

Mantenha itens pequenos como moedas, alfinetes de segurança, jóias e botões fora do alcance do seu filho.

Aprenda primeiros socorros e reanimação cardiorrespiratória. (Para tais cursos você pode consultar aSociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul)

Não permita que seu filho brinque com brinquedos que possam passar pelo buraco do tubo de papelão que vêm no centro do rolo de papel higiênico. Certifique-se de que todos os brinquedos do seu filho sejam apropriados para a idade conforme a certificação do fabricante. Inspecione todos os brinquedos regularmente para verificar danos e conserte ou ponha fora os brinquedos danificados.

Remova o capuz e os cordões da gola das roupas de seu filho. Para impedir estrangulamentos, nunca permita que a criança brinque emplaygroundscom colar, bolsa, cachecol ou roupas com cordões na gola. Prenda os puxadores de cortinas longe do alcance das crianças. Nunca coloque nada no ou sobre o berço com corda ou fita maior do que 15 cm.

Não permita que crianças abaixo de seis anos durmam na cama de cima de um beliche. Certifique-se de que nenhum espaço entre as grades, cabeceira, pés ou entre as grades e a caixa da cama tenha mais do que 9 cm.




Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


RECOMENDADO PARA VOCÊ

Brinquedos e Prevenção de Acidentes  Ao comprar brinquedos para crianças, pense GRANDE. Todas as partes do brinquedo devem ser maiores do que o pulso da criança para prevenir o sufocamento

Assento Infantil para Automóveis  Assentos infantis e o cinto de segurança podem ajudar a reduzir o risco de morte ou lesão em até 60%.

Queimaduras em Crianças  Crianças menores de 5 anos de idade estão em grande risco de queimaduras devido à sua pele fina, demora de reação, pouca agilidade e grande curiosidade.

Fibrose Cística (Pediatria)  A fibrose cística é uma doença hereditária que faz certas glândulas produzirem secreções anormais, resultando disso vários sintomas, os mais importantes afetando o trato digestivo e os pulmões.

Dores do Crescimento  É uma das causas mais comuns de consultas em reumatologia pediátrica. Cerca de 25% das crianças que procuram o reumatologista pediátrico, queixam-se de dores nas pernas, e as chamadas "Dores do Crescimento" são certamente a causa mais comum dessas dores.

Mordida Errada Em Crianças: Prevenir e tratar é possível  A mordida errada pode, desde a tenra infância, afetar a estética e as funções orofaciais influenciando, portanto, no bem-estar psicológico e social da criança.

Infecção Urinária em Crianças  Na maioria das vezes, a IU em crianças apresenta sintomas urinários iguais aos dos adultos: ardência, urgência e freqüência urinária aumentada.

Retardo Mental  Os efeitos do retardo mental variam consideravelmente de pessoa para pessoa, assim como as habilidades individuais variam entre as pessoas que não tem retardo mental.

Transtornos Psiquiátricos na Infância  O pensar, a capacidade de utilizar uma linguagem escrita, falada ou ainda de experimentar sentimentos não nascem com a criança, estando profundamente relacionados a seu desenvolvimento.

Treinamento de Banheiro  Crianças forçadas no treinamento do controle de esfíncteres quando elas ainda não estão preparadas para isto tendem a desenvolver uma atitude negativa e desafiadora que só faz retardar a aquisição deste controle.


Autor

Título: Sufocamento e Engasgos

Link : | Data de Acesso : 03/12/2016 - Código do Conteúdo : Artigo 400 | Palavras-Chave : Sufocamento e Engasgos - Pediatria - Engasgo , Sufocamento , estrangulamento , beliches, berços, playground, carrinhos de bebê , cadeiras de bebê , primeiros socorros , reanimação cardiorrespiratória , colchão, travesseiro, acolchoado .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial :https://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2016 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.