VASCULITES DE HIPERSENSIBILIDADE

As vasculites de hipersensibilidade têm em comum uma alteração histológica chamada vasculite leucocitoclástica, que significa destruição leucocitária e celular. A pele é o tecido que está sempre comprometido, muitas vezes de modo isolado. Quando outros órgãos estão afetados, geralmente não o são com a severidade que ocorre nas outras vasculites sistêmicas.

Supõe-se que o mecanismo envolvido na vasculite seja uma reação de hipersensibilidade a um estímulo antigênico com formação de complexos imunes solúveis que se depositam em grande quantidade e rapidamente.

A etiologia, na maioria das vezes, é conhecida. São antígenos externos como bactérias, vírus e parasitas, medicamentos ou toxinas. Nestas situações, todas as lesões, caracteristicamente, estão no mesmo estágio evolutivo.

MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS E TRATAMENTO

O modelo de vasculite de hipersensibilidade é a Púrpura de Henoch-Schönlein, também conhecida como púrpura alérgica e púrpura anafilactóide devido às evidências de hipersensibilidade a bactérias e vírus. É mais comum em crianças e a marca registrada é o início agudo de púrpura palpável (púrpura são pequenos pontos vermelhos ou cor púrpura resultado de extravasamento de sangue de capilares rompidos).

Em um paciente que está com uma infecção aparente ou não, aparecem:
&nbsp

lesões planas e elevadas eritematosas ou purpúricas
artrite
dor abdominal

As lesões cutâneas resolvem em poucas semanas podendo deixar manchas escuras. Em casos mais graves aparecem vesículas sanguinolentas que podem evoluir para gangrena. As áreas mais comprometidas são membros inferiores, antebraços e mãos. Nos pacientes acamados, região dorsal e glúteos podem estar igualmente repletos de lesões.
&nbsp

Dor articular de localização variável é freqüente.
Artrite (mais nos tornozelos e acompanhada de edema de 1/3 distal de pernas e pés) é comum e ajuda para que o médico lembre-se do diagnóstico.

Outras manifestações freqüentes são:
&nbsp

inflamação renal discreta com sangue e proteína na urina e
dor abdominal relacionada com vasculite na mucosa intestinal.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

A causa dessa doença é conhecida?

Esta doença tem cura?

O tratamento é esta receita somente ou devo repetí-la?

Há interferência com outros remédios que estou usando?

Quais os efeitos colaterias?

Qual é o prognóstico?

Quais os órgãos comprometidos?

Que cuidados devo ter com meus hábitos diários, profissionais e de lazer?

Quais os sinais de alerta?

Devo fazer exames de controle?




Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


RECOMENDADO PARA VOCÊ

Artrite Reumatoide  É uma doença crônica de causa desconhecida. A característica principal é a inflamação articular persistente mas há casos em que outros órgãos são comprometidos.

Artrite Reumatoide - Tratamento  Verificou-se que o tratamento precoce e, muitas vezes, associação de vários medicamentos desde o início proporciona melhor prognóstico.

Angeíte Granulomatosa e Alérgica  A doença de Churg-Strauss (C-S) é uma vasculite sistêmica semelhante à poliarterite nodosa clássica.

Insuficiência Renal  É um diagnóstico que expressa uma perda maior ou menor da função renal. Qualquer desvio funcional, de qualquer uma das funções renais, caracteriza um estado de insuficiência renal.

Vasculites - Noções Gerais  As vasculites compõem um grupo heterogêneo de doenças que têm em comum inflamação da parede do vaso sangüíneo. A inflamação ocorre devido ao depósito de anticorpos ou complexos-imunes.

Vasculites - Poliarterite Nodosa Clássica  Tratamento - A meta é impedir a proliferação das células que produzem a inflamação.










Autor

Título: Vasculites Por Hipersensibilidade

Link : | Data de Acesso : 10/12/2016 - Código do Conteúdo : Artigo 451 | Palavras-Chave : Vasculites Por Hipersensibilidade - Reumatologia - Vasculite Leucocitaclástica , Púrpura Alérgica , Púrpura Anafilactóide





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial :https://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2016 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.