DESEJO SEXUAL INIBIDODESEJO SEXUAL INIBIDO

Também conhecido como Desejo Sexual Hipoativo (DSH), essa disfunção sexual é bastante freqüente nos consultórios de terapia sexual. Caracteriza-se por uma diminuição ou ausência completa de fantasias eróticas e de desejo de ter atividade sexual.

A pessoa que sofre deste mal geralmente tem dificuldades no envolvimento com parceiros, pois estes se queixam de falta de intimidade ou reciprocidade.

A freqüência sexual fica muito diminuída, salvo situações nas quais a pessoa consegue fingir prazer mesmo quando desmotivada. Em algum momento, cedo ou tarde, o parceiro se dá conta, trazendo à tona conflitos conjugais.

Por que o desejo diminui?

Vários fatores podem determinar o DSH. Sempre devemos observar se há alguma causa orgânica determinando a baixa do desejo, como, por exemplo, os desequilíbrios hormonais, nódulos dolorosos ou infecções nos genitais ou o uso de algumas medicações que tenham como efeito colateral a diminuição do apetite sexual.

Doenças psiquiátricas, como a depressão, podem também suprimir a motivação por sexo.

As causas psicológicas mais profundas são:
&nbsp

situações traumáticas de abuso sexual
comportamento sedutor por parte dos pais
dificuldade em unir amor com sexo na mesma pessoa (esposa X prostituta)
raivas entre o casal
competição temida com o pai ou mãe, entre outros.

E tem solução?

O Desejo Sexual Hipoativo (DSH) é uma das disfunções mais difíceis de se tratar, pois comumente acomete o indivíduo por longos anos, dado que as pessoas resistem muito em procurar ajuda. Por vezes, é o parceiro que induz ou convence seu par a marcar consulta com o terapeuta sexual.

Uma avaliação é feita para descartar causas orgânicas. Caso estejam presentes, deve-se orientar o paciente para um especialista de acordo com o problema específico. Descartando-se as causas orgânicas, inicia-se algum tipo de tratamento psicoterápico.

Tipos de tratamento psicoterápico

Psicoterapia Cognitivo-Comportamental

Baseia-se na teoria de comportamentos aprendidos. Em outras palavras, a pessoa que aprendeu a desligar seu desejo, reaprende a ligá-lo através de orientação especializada e de tarefas sexuais evolutivas. Dois pesquisadores americanos (Masters e Johnson) estimulavam seus pacientes a redescobrir o namoro. Propunham tarefas sexuais que deveriam ser realizadas na intimidade do casal. Eram chamadas de Focos Sensoriais. Variavam desde carícias feitas no corpo um do outro, sem tocar nos genitais, à masturbação conjunta ou coito propriamente dito (transa). Essa modalidade de terapia tem um sucesso limitado nos casos de DSH, pois atinge apenas níveis superficiais dos conflitos emocionais ou conjugais.

Nova Terapia Sexual

Esse tipo de tratamento é uma combinação de tarefas sexuais com interpretações focais dos fatores de desligamento sexual. O Psiquiatra Sexual prescreve as tarefas a serem realizadas pelo casal, e qualquer dificuldade em executá-las é discutida posteriormente em sessão psicoterápica. Tenta-se averiguar os conflitos emocionais que estão escondidos sob os comportamentos de represália que o paciente faz ao tratamento. Por exemplo, fazer uma refeição pesada antes do encontro sexual para evitar a intimidade na mesma noite. Essa técnica terapêutica é bem sucedida em casos onde há conflitos emocionais leves a moderados.

Psicoterapia de Orientação Analítica

Indicada para casos em que há conflitos emocionais mais graves, como abuso sexual na infância, por exemplo. Consiste em sessões psicoterápicas nas quais o paciente é convidado a falar tudo que lhe vem à mente. O Terapeuta Sexual, através de interpretação, confrontação e clareamento, vai ajudar o paciente a compreender a ligação entre seus problemas mais profundos com a inibição sexual. Ao fazer a conexão, espera-se o alívio do sintoma sexual.




Publicidade/Advertisement

RECOMENDADO PARA VOCÊ

Menopausa e Climatério  A menopausa é a última menstruação da mulher. O climatério é a fase da vida em que ocorre a transição do período reprodutivo ou fértil para o não reprodutivo, devido à diminuição dos hormônios sexuais produzidos pelos ovários.

Depressão  É uma doença que se caracteriza por afetar o estado de humor da pessoa, deixando-a com um predomínio anormal de tristeza. As mulheres são duas vezes mais afetadas que os homens.

Sexualidade Normal e Transtornos Sexuais  O comportamento sexual humano é diversificado e determinado por uma combinação de vários fatores tais como os relacionamentos do indivíduo com os outros, pelas próprias circunstâncias de vida e pela cultura na qual ele vive.

Transtornos de Identidade e Gênero - Transexualismo  Para se entender o transexualismo, primeiramente é importante se compreender o que é identidade de gênero e como se forma.

Alcoolismo  Um indivíduo pode tornar-se alcoolista devido a um conjunto de fatores, incluindo predisposição genética, estrutura psíquica, influências familiares e culturais.

Perda da Libido / Baixo Desejo Sexual  Estamos discutindo uma série de causas diferentes, mas com uma forma de apresentação clínica que pode variar apenas entre dois quadros distintos: O Desejo Sexual Hipoativo e a Aversão Sexual.

Disfunções do Desejo Sexual Feminino  "Sinto-me cobrada na cama. Finjo prazer ou me queixo de dor de cabeça."

Inibição do Desejo Sexual  A criação baseada na repressão e influências negativas em relação à sexualidade trouxe intenso efeito na vida sexual feminina. Assim, muitas continuam oprimindo seus desejos e vivenciando condições fortemente conflitivas, com grande resultado emocional.

Armadilhas do Desejo  O excitante é a novidade, o que vem implícita através dela. E a acomodação, o veneno para o desejo.

Fantasias Sexuais  Muitas fantasias sexuais são transformadas em realidade e outras tantas servem de estímulo para o relacionamento sexual ou porque a relação está morna ou porque se tem vontade de incrementá-la um pouco mais


Autor

Título: Desejo Sexual Inibido

Link : | Data de Acesso : 06/12/2016 - Código do Conteúdo : Artigo 109 | Palavras-Chave : Desejo Sexual Inibido - Sexologia - Desinteresse Sexual, desejo sexual hipoativo, DSH , Diminuição da Libido , abuso sexual, depressão , terapia sexual





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial :https://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2016 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.