EU POSSO FAZER EXERCÍCIOS?

Os benefícios da prática regular de exercícios físicos são amplamente conhecidos e a luta contra sedentarismo, comprovadamente, traz frutos positivos no que se refere à qualidade de vida e à longevidade.

Quem se exercita vive mais e melhor, quando comparado aos sedentários.

Mas, é seguro fazer exercícios? Devem ser tomadas algumas precauções antes de iniciar?

Felizmente, as complicações cardiovasculares do tipo infarto do miocárdio e parada cardíaca, em decorrência da prática de atividades físicas, são raras e em grande parte evitáveis. A incidência de morte súbita durante o exercício varia de acordo com a população estudada.

Em atletas em idade escolar a ocorrência é de 1 morte para cada 200.000 atletas; em maratonistas é de 1 morte para cada 50.000 corredores e na população adulta em geral é de 1 morte para cada 18.000 indivíduos saudáveis. Na esmagadora maioria das vezes, esse tipo de complicação ocorre em indivíduos já portadores de doenças cardíacas não diagnosticadas, fazendo com que uma triagem prévia ao exercício consiga minimizar o número de complicações .

Para você tirar as suas dúvidas e iniciar os seus exercícios com segurança, a seguir descreveremos duas formas bastante simples para identificação dos potenciais riscos cardiovasculares do exercício.

Um questionário muito simples chamado de PAR-Q foi desenvolvido no Canadá com o objetivo de identificar quem necessita de uma avaliação médica prévia, antes de iniciar um programa de exercícios. Esta sigla é derivada das iniciais em inglês de (P) Physical (A) Activity (R) Readiness (Q) Questionnaire, ou Questionário de Prontidão para Atividade Física.

O questionário, a seguir, deve ser respondido apenas como SIM ou NÃO.

Alguma vez o seu médico alertou que você é portador de alguma doença cardíaca e que você deve fazer somente atividade física supervisionada?

Você sente dor no peito quando faz atividade física?

No último mês você teve dor no peito, quando não estava fazendo atividade física?

Você apresenta tonturas com freqüência, ou alguma vez já perdeu a consciência? (Apresentou desmaios?)

Você é portador de algum problema osteoarticular, que lhe impeça de praticar atividade física?

Você sabe de alguma outra razão pela qual você não deveria praticar atividade física?

Se a resposta para todas as perguntas foi NÃO, você poderá iniciar um programa de exercícios físicos de leve a moderados, sem necessitar de avaliação médica. Caso tenha respondido SIM à alguma dessas perguntas, é aconselhável uma consulta com seu médico, antes de iniciar.

Outra forma, um pouco mais detalhada, de identificar os indivíduos com risco para o exercício, elaborada pelo Colégio Americano de Medicina Esportiva, é indagando sobre a presença de sintomas ou sinais sugestivos de doença cardíaca e de fatores de risco para doença arterial coronariana.

Principais sinais ou sintomas sugestivos de doença cardiopulmonar

Dor ou desconforto no peito, pescoço, queixo, braços ou outras áreas que podem ser de natureza
isquêmicas (ou obstrução nas artérias coronárias)
Respiração curta em repouso ou com exercício suave
Vertigem ou desmaio
Falta de ar parado em pé ou quando inicia abruptamente durante o sono
Edema de tornozelos
Palpitação ou taquicardia
Claudicação intermitente (dor progressiva nas pernas durante a caminhada, que alivia com o repouso, mas volta a doer logo que o exercício é reiniciado)
Sopro no coração
Fadiga incomum ou encurtamento da respiração com atividades

Fatores de risco principais para doença arterial coronariana

Idade. Homens: 45 anos; mulheres: 55 anos, ou menopausa prematura sem suplementação de estrogênio.
História familiar. Infarto do miocárdio ou morte súbita antes dos 55 anos do pai ou de outro parente masculino de primeiro grau; ou antes dos 65 anos de idade da mãe ou outro parente de sexo feminino de primeiro grau.
Fumante habitual
Hipertensão arterial
Colesterol elevado. Colesterol total maior que 200md/dl ou HDL
Diabete melito
Vida sedentária

Baseado nesses sinais e sintomas e na faixa etária, podemos identificar 3 categorais de indivíduos: os aparentemente saudáveis; os que estão em risco aumentado; e os já com doença conhecida. Em relação à idade, classificamos como jovens os homens com menos de 40 anos e as mulheres com menos de 50 anos. Acima dessas faixas etárias, os indivíduos são classificados como idosos

Aparentemente Saudáveis

Não apresentam nenhum sinal ou sintoma de doença e referem não mais de 1 fator de risco principal para doença arterial coronariana

Liberação para o exercício ? Os jovens estão liberados para qualquer intensidade de exercício, sem necessitar de avaliação médica prévia. Os idosos devem passar por avaliação médica, somente, se desejarem praticar atividade física intensa (intensidade de exercício que leve à fadiga em menos de 20 minutos) Em risco aumentado

Apresentam sinais ou sintomas sugestivos de doença, ou dois ou mais fatores de risco principais para doenças arterial coronariana.

Liberação para o exercício ? Nesse grupo de risco, a prática de atividade física intensa sempre deverá ser precedida de avaliação médica. No caso de não haver sintomas sugestivos de doença, as intensidades de exercício leve e moderada (intensidade de exercício que permita que a atividade física possa ser realizada, com conforto, por 60 minutos) podem ser liberadas sem necessitar de avaliação médica prévia.

Com doença conhecida

Indivíduos com problemas médicos graves conhecidos.

Liberação para o exercício ? Qualquer atividade física deve ser precedida de avaliação médica. Procure identificar em que nível de risco você se encontra. Caso as suas respostas indiquem que você precisa passar por uma avaliação médica inicial, não deixe de consultar o seu médico. Se você já está liberado para começar, não perca tempo e comece logo a usufruir dos benefícios do exercício, respeitando os seus limites.

Isso, certamente, mudará a sua vida.





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Caminhar: Um Ótimo Exercício  É importante que quando se utilize o andar como forma de exercício físico se tenha alguns cuidados básicos

Exercício e Prevenção de Doenças Cardiovasculares  A proteção do exercício se manifesta somente naqueles que estão se exercitando regularmente.

Fatores de Risco Para Doenças Cardíacas  São condições que predispõem uma pessoa a maior risco de desenvolver doenças do coração e dos vasos. Existem diversos fatores de risco para doenças cardiovasculares, os quais podem ser divididos em imutáveis e mutáveis.

Caminhada  Dos exercícios ditos aeróbicos, a caminhada é sem sombra de dúvida a modalidade que reúne o maior número de qualidades. Todas as pessoas que não apresentam limitações físicas importantes podem caminhar.

Cinesiologia - A Importância dos Movimentos  A Cinesiologia é a ciência que estuda os movimentos humanos. Através dela podemos perceber e compreender muitas coisas que ocorrem na nossa vida, podendo assim torná-la melhor.

Hipertensão Arterial (Pressão Alta)  Pressão arterial é a força com a qual o coração bombeia o sangue através dos vasos. É determinada pelo volume de sangue que sai do coração e a resistência que ele encontra para circular no corpo

Exercícios Aeróbicos  São aqueles que temos condições de suportar por períodos prolongados, sem nos sentirmos desconfortáveis ou fatigados, com predomínio do sistema de produção de energia em que o oxigênio tem participação direta.

Exercícios na Terceira Idade  Exercícios regulares, realizados periodicamente e bem orientados, nos ajudam a manter uma boa qualidade de vida, diminuindo a chance de morte por problemas cardiovasculares e por outras patologias, também.

Pilates na Gestação  A palavra de ordem é gravidez saudável; o culto ao corpo de forma moderada é até benéfico.

Cuidados Pós-Parto  Todos os órgãos, principalmente os genitais, se recuperam das alterações ocorridas ao longo da gravidez e do parto e nessa fase se inicia a lactação

Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement








Autor

Título: Eu Posso Fazer Exercícios?

Link :
Data de Publicação : 05/01/2010 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 22/08/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 726
Palavras-Chave : Eu Posso Fazer Exercícios? - Medicina Esportiva - exercícios físicos , atividade física , infarto do miocárdio , parada cardíaca , PAR-Q , dor no peito , tonturas , desmaios , doença arterial coronariana , hipertensão arterial , palpitação , taquicardia .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques