ÍNGUAS (BOLAS) NO PESCOÇO

O que são?

Seja durante uma inflamação na garganta, seja acompanhando uma gripe forte, estas "ínguas" são problemas comuns nos consultórios médicos.

Porém, o correto entendimento e manejo dos linfonodos cervicais - nome correto destas bolas inflamatórias do pescoço - pode salvar vidas.

Como são classificadas?

Para a compreensão do leitor a respeito deste tema, dividiremos as "bolas cervicais" em três grupos principais: as de origem inflamatória (que havíamos citado), as oriundas de malformação congênita, e as de origem tumoral.
 

O primeiro grupo é o mais comum e de fácil resolução com o correto tratamento das infecções que causaram o aumento das "ínguas" do pescoço.
O segundo grupo, das malformações congênitas, é mais raro e obtém resolução com o tratamento cirúrgico adequado, executado por cirurgião habilitado e familiarizado à anatomia da região cervical.
Por fim, temos o grupo das metástases (raízes) de tumores primários nos órgãos da cabeça e do pescoço: glândulas salivares, língua, boca, laringe, faringe, tireóide.

A resolução dessas patologias depende de tratamento correto realizado a tempo por cirurgião experiente no manejo de tumores, conhecedor da anatomia da cabeça e do pescoço e com planejamento estratégico específico para cada paciente acometido do câncer nesta região.

O que deve ser feito?

Inicialmente, devemos realizar o exame otorrinolaringológico completo na intenção de acharmos a causa desta "bola" cervical, bem como a avaliação do tórax e do abdômen. Na maior parte das vezes, achamos a causa deste tumor no pescoço antes de biopsiá-lo, evitando uma abordagem parcial dessa doença.

As biópsias devem ser realizadas em ambiente hospitalar com a presença de médico patologista para análise de congelação do tumor e, caso confirme a presença de doença tumoral, continuar a cirurgia para retirá-lo integralmente no mesmo ato operatório.

Quando estes pacientes nos são encaminhados com biópsias "simples" prévias, já não têm as mesmas chances de cura que tinham antes destas "infelizes" biópsias parciais.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

O primeiro passo é a punção ou a biópsia?

Preciso procurar um especialista sempre que tiver "bolas" no pescoço?

Posso menosprezar, sem investigar, uma "bola" no pescoço?





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Bócio  Corresponde a um conjunto de doenças da glândula tireóide que se caracterizam por um aumento perceptível no tamanho desta glândula. Como a tireóide se localiza na parte anterior e inferior do pescoço, é nesta região que as pessoas irão observar este aumento, que pode envolver toda a tireóide (aumento difuso, bócio difuso) ou provocar a formação de um ou mais nódulos (caroços).

Nódulos de Tireoide  São lesões arredondadas (ovóides) que se desenvolvem na glândula tireóide, situados na região anterior e inferior do pescoço. Podem ser únicos ou múltiplos.

Doenças das Glândulas Salivares  Ao perceber algum aumento de volume ou dor na região das glândulas salivares, procurar imediatamente o médico.

Tumor de Paratireóide  Tumores benignos (comuns) ou malignos (extremamente raros) associados ao aumento de funcionamento das glândulas paratireóides.

Câncer de Esôfago - Detecção Precoce  A maioria dos cânceres de esôfago se origina nas células de tipo epitelial, os chamados carcinomas, ou nas células das glândulas, os chamados adenocarcinomas.

Câncer de Laringe  Este câncer é, na maioria das vezes do tipo epidermóide ou escamoso, ou seja, são as células que revestem a laringe que sofrem alterações e se tornam malignas.

Tétano  É uma infecção grave causada pela toxina de uma bactéria chamada clostridium que entra no organismo por lesões de pele tais como cortes, arranhaduras, mordidas de bicho.

Fases do Ciclo Feminino Da Resposta Sexual  O orgasmo, o êxtase, o gozo ou ápice de prazer ocorre quando há liberação de toda a tensão sexual acumulada.

Síndrome do Desfiladeiro Torácico  A Síndrome do Desfiladeiro Torácico (SDT) é um quadro de desconforto gradual, podendo chegar à dor importante na região inferior do pescoço (cervical e dorsal alta) e também no membro superior.

Tumor Carcinoide Pulmonar  Aproximadamente a metade das pessoas com tumor carcinóide não sentem nada no momento do seu diagnóstico. A manifestação mais comum da doença é a hemoptise – sangramento ao tossir ou sangue no escarro

Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement








Autor

Título: Ínguas no Pescoço

Link :
Data de Publicação : 01/11/2001 - Revisão : 30/10/2008 (Equipe ABC da Saúde) - Acesso : 24/07/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 261
Palavras-Chave : Ínguas no Pescoço - Otorrinolaringologia - Massas Cervicais , Bolas no Pescoço , Ínguas no Pescoço , Linfoadenomegalias Cervicais , Ínguas .





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques