EDEMA PULMONAR

Sinônimos:

Edema no pulmão; líquido no pulmão.

O que é?

É o acúmulo anormal de líquido nos tecidos dos pulmões. Está entre as mais freqüentes emergências médicas e significa, muitas vezes, uma situação ameaçadora da vida quando ocorre abruptamente. Poderá ou não ter origem numa doença do coração.

Como se adquire?

O edema pulmonar é uma situação médica resultante de alguma doença aguda ou crônica ou de outras situações especiais. Problemas do coração, como cardiomiopatia ( doença do músculo do coração ), infarto agudo do miocárdio ou problemas nas válvulas do coração, que determinam uma fraqueza no bombeamento do sangue pelo coração, estão entre as principais causas do edema pulmonar. Quando o coração não funciona bem, o sangue acumula-se nos pulmões, o que leva à falta de ar. Já a infecção pulmonar (pneumonia) ou a infecção generalizada do corpo também leva ao edema pulmonar, mas por um mecanismo diferente. Outra alteração que leva ao edema pulmonar é a diminuição de proteínas circulantes no sangue, seja por problema nos rins ou no fígado. Quando o nível de proteína no sangue diminui, há uma tendência de acúmulo de líquidos nos pulmões. As reações alérgicas por uso de medicações, o uso de narcóticos para dor (morfina, por exemplo) ou como droga de abuso, e a radioterapia para tumores do tórax, podem também ocasionar o edema pulmonar. Quando uma pessoa muda rapidamente de um local de baixa altitude para um de alta, o edema pulmonar também pode ocorrer.

Falamos aqui de várias causas de edema pulmonar. Contudo, existem muitas outras.

O que se sente?
 

Encurtamento da respiração (falta de ar), que normalmente piora com as atividades
Falta de ar quando a pessoa se deita com a cabeceira baixa
Tosse, que pode ou não ter expectoração sanguinolenta e/ou espumosa
Batimentos rápidos do coração, conhecidos como taquicardia
Aumento da pressão arterial
Opressão (aperto) no tórax
Chiado no peito
Cianose - coloração azulada da pele quando há muita falta de ar
Ansiedade
Outros sintomas específicos da causa do edema pulmonar.

Como o médico faz o diagnóstico?

O que os pacientes referem, associado ao exame físico, fazem com que o médico suspeite de edema pulmonar. Nesta situação, é importante que o médico questione a presença prévia de doença do coração ou dos pulmões. A história anterior do uso de medicações também poderá ajudar neste sentido. A radiografia do tórax confirma o excesso de líquido nos pulmões. Outros exames complementares podem ser solicitados pelo médico, com intuito de descobrir a causa desta situação médica.

Como se trata?

Tão logo esta situação seja suspeitada, prontamente inicia-se o tratamento. O tratamento varia conforme a gravidade do caso. O oxigênio é necessário e poderá ser liberado para os pacientes através de cateter (tubo plástico) pelo nariz, máscara facial ou por ventiladores mecânicos, que são aparelhos que fazem uma respiração artificial. Outros tratamentos dependem da causa do edema pulmonar. Por exemplo, se o motivo for uma insuficiência do coração em bombear o sangue, medicações para aumentar a força do coração e para urinar (diuréticos) são utilizados. Nesta situação, o paciente deve ser colocado sentado na cama com as pernas pendentes para facilitar a respiração e o trabalho do coração.

Como se previne?

Para a prevenção, é importante um bom acompanhamento médico, devendo o paciente utilizar medicações adequadas de acordo com a causa do edema pulmonar. A radiografia de tórax, a quantificação da urina produzida diariamente, a gasometria arterial e outros exames de sangue podem ser utilizados pelo médico para monitorar o problema. A gasometria arterial é um exame que mede a quantidade de oxigênio no sangue.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

Esta situação ocorre só com adultos ou pode acontecer também com crianças?

O edema pulmonar pode levar à morte?

A morfina também é usada no tratamento do edema pulmonar por insuficiência do coração?

Nesta situação, que alterações o radiologista verifica no ecocardiograma?

O edema pulmonar pode ocorrer com os mergulhadores?





Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


LEIA TAMBÉM

Edema  O edema é o acúmulo anormal de líquido no espaço intersticial. Ele é constituído por uma solução aquosa de sais e proteínas do plasma, cuja exata composição varia com a causa do edema.

Edema Agudo de Pulmão  É uma grave situação clinica, de muito sofrimento, com sensação de morte iminente e que exige atendimento médico urgente.

Insuficiência Cardíaca  O coração é um músculo formado por duas metades, a direita e a esquerda. Quando uma dessas cavidades falha como bomba, não sendo capaz de enviar adiante todo o sangue que recebe, falamos que há insuficiência cardíaca.

Embolia Pulmonar  A embolia pulmonar ocorre quando um coágulo ( trombo ), que está fixo numa veia do corpo, se desprende e vai pela circulação até o pulmão, onde fica obstruindo a passagem de sangue por uma artéria.

Enfisema Pulmonar  É uma doença crônica, na qual os tecidos dos pulmões são gradualmente destruídos, tornando-se hiperinsuflados (muito distendidos).

Tuberculose Pulmonar  É uma infecção causada por um microorganismo chamado Mycobacterium tuberculosis, também conhecido por bacilo de Koch.

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica  É uma doença crônica dos pulmões que diminui a capacidade para a respiração. A maioria das pessoas com esta doença apresentam tanto as características da bronquite crônica quanto as do enfisema pulmonar.

Atelectasia Pulmonar  É o colapso de parte ou de todo pulmão. Ou seja, o pulmão "murcha" numa parte ou na sua totalidade por um bloqueio na passagem do ar pelos brônquios de maior ou menor calibre (brônquio ou bronquíolo, respectivamente).

Dor Pulmonar Aguda  É a dor que acomete o tórax, tendo sua origem no trato respiratório e que pode atingir a parte anterior (da frente) e/ou posterior (de trás) do tórax. Além disso, pode aparecer em um ou ambos lados do tórax.

Tumor Carcinoide Pulmonar  Aproximadamente a metade das pessoas com tumor carcinóide não sentem nada no momento do seu diagnóstico. A manifestação mais comum da doença é a hemoptise – sangramento ao tossir ou sangue no escarro

Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement








Autor

Título: Edema Pulmonar

Link :
Data de Publicação : 01/11/2001 - Revisão : 05/01/2010 - Acesso : 28/07/2014 - Código do Conteúdo : Artigo 171
Palavras-Chave : Edema Pulmonar - Pneumologia - Edema Agudo de Pulmão , Líquido no Pulmão , Edema no Pulmão , Congestão Pulmonar





Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
Política Editorial : http://www.abcdasaude.com.br/sobre
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement


Publicidade/Advertisement


Notícias




Destaques