Sexologia

Área do conhecimento que trata do comportamento sexual, da sexualidade e dos problemas psicofisiológicos e sociológicos que lhe correspondem. Trata-se de uma área de atuação interdisciplinar, que abrange algumas áreas da medicina (andrologia, ginecologia e a anatomia dos órgãos sexuais), da psicologia, sociologia e antropologia do comportamento sexual, das neurociências (o estudo da base da resposta sexual e a complexidade do comportamento sexual), da psiquiatria (parafilias, assim como desordens que levam a inadequações), da epidemiologia das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). A sexologia também toca questões mais amplas, como o conceito de saúde sexual, aborto, saúde pública, controle de natalidade, abuso sexual, entre outros.


ABUSO SEXUAL - Existem quatro categorias distintas de abuso sexual: Pedofilia, Estupro, Assédio sexual, Exploração sexual profissional. Em todas elas, existe necessidade de tratamento tanto dos abusadores, quanto das vítimas.
AFRODISÍACOS - A procura por fórmulas mágicas para o incremento da vida sexual pode ser observada ao longo de toda a história da humanidade, principalmente nos livros eróticos do oriente - manuais chineses, hindus e árabes.
ANATOMIA E FISIOLOGIA SEXUAL: COMO A COISA FUNCIONA? - Claro que é preciso ter desejo para se buscar um bom sexo, mas sem um bom funcionamento da nossa "aparelhagem sexual", não há condições
ANORGASMIA - Hoje, apesar de muitos tabus sexuais terem sido derrubados, ainda é grande o número de mulheres que sofrem na cama.
ARMADILHAS DO DESEJO - O excitante é a novidade, o que vem implícita através dela. E a acomodação, o veneno para o desejo.
ASSEXUALIDADE - Uma pessoa que se diz assexuada pode se apaixonar por outra, amá-la e ser feliz, ainda que nunca se sinta sexualmente atraída e tenha necessidades sexuais.
ASSUMINDO A HOMOSSEXUALIDADE - Existem sentimentos, dificuldades e medos que vão além da conotação sexual. É uma atração afetiva, emocional e não puramente sexual.
ATRAÇÃO SEXUAL - Várias teorias surgiram tentando definir que características seriam mais importantes para chamar atenção do outro sexo.
BRINQUEDOS SEXUAIS - Podemos considerar acessórios eróticos todo e qualquer objeto que insinue ou que é usado com a finalidade de excitar a si ou ao parceiro.
CICLO SEXUAL FEMININO - Muitas mulheres dão início ao ato sem que estejam interessadas ou entusiasmadas, mas buscam o carinho e aproximação física, antes de serem implicadas pelas sensações eróticas.
CICLO SEXUAL MASCULINO - No homem, a primeira resposta à estimulação sexual é a ereção peniana como resultado aos estímulos.
COMO CONVERSAR DE SEXO COM SEUS FILHOS - Falar sobre sexo com os filhos é tão importante quanto constrangedor para muitos pais. Vergonha e a própria educação recebida os bloqueiam para uma atitude mais natural diante desse tipo de questionamento fazendo desse um assunto difícil de transmitir em palavras.
COMO CONVERSAR SOBRE SEXO COM O PARCEIRO - Se hoje em dia fazer sexo é algo comum, sua prática ainda traz angústias. Um assunto misterioso pela quantidade de desinformação fazendo com que as pessoas fiquem perdidas não só no que dizer mas como dizer. Então, como lidar com a sexualidade de forma mais saudável?
CONVERSANDO COM O(A) PARCEIRO(A) - Temos o hábito de não conversar sobre sexo. A não ser as ‘conversas de bar’ sobre sexo dos outros, sobre quem pode mais. Não se conversa com o parceiro sobre o que se sente, o que se gostam e seus limites.
CONVERSANDO COM OS JOVENS - A primeira transa tem que ser especial, mas não espere sentir todas as sensações assim da primeira vez. Sexo é um aprendizado.
CUIDADOS COM O SEXO E SUAS VARIAÇÕES - Se você acha que só é possível sentir prazer com a penetração, engana-se.
DESEJO SEXUAL INIBIDO - Caracteriza-se por uma diminuição ou ausência completa de fantasias eróticas e de desejo de ter atividade sexual.
DISFUNÇÃO DO ORGASMO FEMININO - A expressão "falta de orgasmo feminino" é uma mescla de frustração, baixa auto-estima e conformidade.
DISFUNÇÃO ERÉTIL - Disfunção sexual masculina vulgarmente chamada de impotência afeta milhões de homens no mundo inteiro em diversas idades
DISFUNÇÕES DO DESEJO SEXUAL FEMININO - "Sinto-me cobrada na cama. Finjo prazer ou me queixo de dor de cabeça."
DISFUNÇÕES SEXUAIS FEMININAS - As disfunções sexuais femininas podem afetar o desejo sexual e/ou alterar as respostas psicológicas e fisiológicas do corpo frente aos estímulos sexuais, causando sofrimento e insatisfação não só na pessoa, como também no seu par.
DISFUNÇÕES SEXUAIS MASCULINAS - As Disfunções Sexuais Masculinas podem afetar o desejo sexual e/ou alterar as respostas psicológicas e fisiológicas do corpo frente aos estímulos sexuais,
EDUCAÇÃO SEXUAL - Falar de sexo ainda provoca constrangimento em algumas pessoas, mas o tema é de vital importância para podermos mais do que ensinar, esclarecer questões livre do preconceitos e tabus, preparando cidadãos de forma segura.
EFEITOS DA EJACULAÇÃO PRECOCE PARA O CASAL - A idéia de que um grande número de relações sexuais em uma só noite é o certificado de virilidade é um mito antigo. Sexo, para alguns homens, passa a ser visto mais como obrigação do que prazer, dando um sentimento negativo à sexualidade.
EJACULAÇÃO PRECOCE - É um dos problemas sexuais mais freqüentes nos homens e nos casais, sendo responsável por 40% das queixas encontradas em consultório de terapeutas sexuais.
EREÇÃO - A ereção se dá a partir de estímulos eróticos (visão, toque, cheiro e pensamentos) que capazes de produzir sinais de excitação, chegam ao cérebro pelos órgãos dos sentidos
FANTASIAS SEXUAIS - Muitas fantasias sexuais são transformadas em realidade e outras tantas servem de estímulo para o relacionamento sexual ou porque a relação está morna ou porque se tem vontade de incrementá-la um pouco mais
FASES DO CICLO FEMININO DA RESPOSTA SEXUAL - O orgasmo, o êxtase, o gozo ou ápice de prazer ocorre quando há liberação de toda a tensão sexual acumulada.
FASES DO CICLO MASCULINO DA RESPOSTA SEXUAL - Após o orgasmo, o homem tem o que se chama de Período Refratário. É um tempo de relaxamento necessário para que ele possa reiniciar novamente atividade sexual.
FREQUÊNCIA SEXUAL - Normalmente, são as mulheres que acabam cedendo à pressão relacionada à frequência sexual.
FRIGIDEZ - Caracteriza-se pela falta de desejo e de qualquer resposta sexual. Essa terminologia tem sido empregada para definir mulheres que não demonstram nenhum interesse em sexo ou que ficam completamente "geladas" ao toque erótico.
IMPOTÊNCIA - DISFUNÇÃO ERÉTIL - A eventual ocorrência de perda de ereção não é considerada impotência.
INIBIÇÃO DO DESEJO SEXUAL - A criação baseada na repressão e influências negativas em relação à sexualidade trouxe intenso efeito na vida sexual feminina. Assim, muitas continuam oprimindo seus desejos e vivenciando condições fortemente conflitivas, com grande resultado emocional.
MACONHA - INFLUÊNCIA NA SEXUALIDADE - Produto polêmico e de consumo popular, a maconha é a droga ilícita mais usada no mundo, inclusive por pessoas sexualmente ativas, que não estão cientes dos efeitos não só na saúde como no desempenho sexual.
MASTURBAÇÃO - Define-se masturbação como a autogratificação sexual e esta não está associada exclusivamente ao estímulo dos genitais como a maioria das pessoas acredita.
MITOS E TABUS SEXUAIS - A masturbação é um comportamento absolutamente normal e pode estar presente em qualquer idade.
MUDANÇAS NATURAIS DO SEXO NA IDADE MADURA - Várias transformações vão sendo sofridas pelo corpo, acompanhadas de um amadurecimento emocional, de acordo com as potencialidades individuais de cada um.
O ESTUDO DA SEXUALIDADE HUMANA - A curiosidade sobre a sexualidade e os sentimentos que ela desperta sempre esteve presente ao longo da história da humanidade.
ORGASMOS MÚLTIPLOS - Picos de prazer que ocorrem em seqüência, um imediatamente após o outro sem interrupção alguma.
PERDA DA LIBIDO / BAIXO DESEJO SEXUAL - Estamos discutindo uma série de causas diferentes, mas com uma forma de apresentação clínica que pode variar apenas entre dois quadros distintos: O Desejo Sexual Hipoativo e a Aversão Sexual.
PÊNIS - Órgão sexual masculino que atua na reprodução e na excreção. Com as transformações hormonais iniciadas na puberdade, a maturação peniana se completa por volta dos 18 anos.
POR UMA NOVA TERAPIA SEXUAL - Os problemas sexuais podem surgir de uma série de causas diferentes. Podem ser desencadeados por problemas físicos (orgânicos) e/ou emocionais (psíquicos).
PRELIMINARES - Quando se fala em sexo, não se deve pensar somente nos órgãos sexuais. Nosso corpo possui milhares de pontos ou zonas erógenas que, por meio do toque e da troca de carícias, estimulam o prazer.
ROTINA E SEXO - A relação sexual vai perdendo a qualidade do início, falta surpresa, interesse mútuo, carinho, tesão, admiração e criatividade.
SADOMASOQUISMO - Os praticantes são divididos em mestres e escravos. Os primeiros ocupam o papel ativo, e dedicam-se a explorar a dor e o prazer de seu escravo que, por sua vez, deve proporcionar o máximo de prazer atráves de sua dor.
SEGREDOS PARA UMA VIDA SEXUAL FELIZ - DICAS PARA AS MULHERES - Não espere só pelo orgasmo. Ele depende de desejos, entregas, sem egoísmo ou obrigação. O orgasmo é conseqüência de um sexo saudável.
SEGREDOS PARA UMA VIDA SEXUAL FELIZ - DICAS PARA OS HOMENS - Respeite o seu corpo. As mulheres esperam muito mais por carinho, atenção e cuidado do que um desempenho sexual incansável.
SEXO COMPULSIVO - A erotomania e a ninfomania são termos que indicam um exagero do desejo sexual por parte de um homem e de uma mulher, respectivamente.
SEXO E CÂNCER - O surgimento de algum tipo de câncer na vida de uma pessoa é muito traumático, dadas as conseqüências físicas e emocionais desse tipo de doença e as limitações da medicina nesse campo ainda muito desconhecido.
SEXO E CONDIÇÕES ESPECIAIS - É necessário muito apoio dos familiares e, acima de tudo, tolerância. A pessoa fica desmotivada também para o sexo, podendo recuperar o desejo somente depois de superar tal crise.
SEXO E ESCOLA - Em um mundo cheio de transformações, nos questionamos se nossas funções, tais como as conhecemos (como pais, educadores, agentes de saúde), estão de acordo com a realidade social.
SEXO E GRAVIDEZ - A gravidez é um fenômeno diferenciado na vida de um casal. Hoje, cada vez mais, o homem tende a participar neste processo ativamente.
SEXO E MENOPAUSA - A perda da capacidade reprodutiva nas mulheres é acompanhada por uma série de sintomas físicos ou emocionais.
SEXO NA ADOLESCÊNCIA - A Adolescência, período de vida compreendido entre 10 e 20 anos, é uma fase bastante conturbada. Ocorrem transformações físicas e emocionais importantes, preparando a criança para assumir um novo papel perante a família e a sociedade
SEXO NA IDADE MADURA - A sexualidade de cada pessoa é exclusiva. Cada um pode amadurecer o seu próprio erotismo independentemente de um companheiro ou companheira.
SEXO NA TERCEIRA IDADE - A vivência da sexualidade na 3ª idade nada mais é do que a continuação de um processo que teve início na infância.
SEXO VIRTUAL - Sabe-se que a virtualidade nos aproxima. Aquilo que nós não encontramos no mundo real, buscamos no virtual, e é lá que se cria o mundo que se quer, usando-o como se ele existisse.
SEXUALIDADE DO CASAL INFÉRTIL - Chega um momento da vida de homens e mulheres que o casal deseja ter um filho. Mas o que fazer quando eles não conseguem?
SEXUALIDADE DOS CEGOS - Falar da sexualidade já é algo que traz preconceitos e inseguranças. Se a desinformação é um obstáculo social, comprometendo o desenvolvimento sexual de quem enxerga, tratar da sexualidade do deficiente visual é ainda mais nebuloso.
SEXUALIDADE E PESO - A forma corporal ainda é vista como um passaporte para o exercício da sexualidade. Só estão aptos aqueles que têm no corpo a expressão da saúde, ou seja, os que são magros.
SEXUALIDADE NA GRAVIDEZ - As mulheres ficam mais carentes e precisam como nunca da aliança com o parceiro, da sua proximidade, carinho, proteção e do seu afeto
TERAPIA SEXUAL - Algumas disfunções têm razões simples e próximas ao dia-a-dia, ao estresse ou à ansiedade.
TIPOS DE PROBLEMA SEXUAL - Os problemas sexuais são conhecidos como Transtornos Sexuais na linguagem médica. Dividem-se em três grandes grupos
TRÊS DICAS BÁSICAS PARA UMA VIDA SEXUAL SAUDÁVEL E PRAZEROSA - Uma das maiores causas de problemas sexuais está na desinformação e na falta de conhecimento do próprio corpo. Se não sei como reajo ao estímulo sexual, quais partes de mim são mais sensíveis ao toque, como poderei tirar maior prazer de mim mesmo e de um parceiro?
USO DA CAMISINHA - Mesmo que muitas coisas já tenham sido ditas sobre o seu uso, as pessoas ainda são resistentes a fazerem da camisinha um hábito.
VAGINA - Com grande número de terminações nervosas e paredes elásticas, a vagina é o canal do órgão sexual feminino e parte do aparelho reprodutor, que se estende desde o colo do útero até a vulva.
VAGINISMO - É a contração involuntária dos músculos próximos à vagina que impedem a penetração pelo pênis, dedo, ou espéculo ginecológico ou mesmo um tampão.
VIBRADORES - Tais aparelhos foram idealizados com finalidade médica, em meados do século XIX, vindo de um massageador a vapor para o tratamento da histeria.



Profissionais de Sexologia que oferecem seus servicos
Artigos de outras especialidades


Aviso Legal

Proibida a reprodução integral ou parcial, para uso comercial, editorial ou republicação na internet, sem autorização mesmo que citada a fonte - (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98). Permitido o uso para trabalhos escolares, sem autorização prévia, desde que não sejam republicados na internet. Os anúncios publicitários são de responsabilidade exclusiva de seus respectivos anunciantes, não constituindo qualquer forma de indicação ou de interferência no conteúdo editorial. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas através do site ABC DA SAUDE, o qual tem por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico.
© Copyright 2001-2014 - ABC da Saúde Informações Médicas Ltda. - Proibida a reprodução sem autorização - Todos os direitos reservados.


Publicidade/Advertisement

Publicidade/Advertisement

Notícias